segunda-feira, 30 de dezembro de 2013





O ciúme infinito, às vezes, acorda a curiosidade que está dormindo.

domingo, 29 de dezembro de 2013

Boas Festas!!

A frase mais forte de todas pra mim é...Conserva a disciplina, pense!!
Realmente não muito boa  nisto, ser disciplinada, para vocês terem  ideia do quanto, até para digitar a dita cuja tive que retificar a própria digitação três vezes, simplesmente porque não acerto a danada nem digitando.
Bem, 2013 está prestes a ir embora, já está segurando na maçaneta para 2014 poder entrar e reinar durante 365 dias.
Não curto muito retrospectivas, mas posso dizer que foi um ano de muitos aprendizados, de ter me formado em RH, de conhecer gente nova, de ler novos livros, ver filmes, enfim adoroooooo.....mas também de me unir a mais novos trabalhos, bem quem realmente me conhece sabe que sou espírita, trabalhadora do Grupo Espírita Seara de Deus, aqui em Pernambuco, digamos que foi esta segunda casa que aprendi a ser digamos um pouco.....sinceramente tá... um pouco melhor, claro e olhe que estou dizendo com relação a mim mesma, não quero correr o erro de falar da minha pessoa com relação aos outros. Quando disse novos trabalhos, na verdade já participei dos trabalhos do INFIL, mas este ano buscando ser um pouco mais compromissada e quem sabe daí sim vir a aplicar a danada da disciplina na minha caminhada.
Bem o que desejo de todo coração que a cada um que aqui passar tenha muita paz e alegria no coração junto das pessoas que ama, porque a vida é assim seguindo seu ritmo de evolução e plenitude.
Estou em preces por todos!!
Beijos e abraços afetuosos
Teresa Cristina


domingo, 17 de novembro de 2013

Banda Sinfonica da Cidade do Recife

A BSCR sob a regência do maestro Nenéu Liberalquino, executa um repertório bastante eclético e requintado, que vai desde a MPB até a música erudita, passando pelo jazz e pelas trilhas sonoras,...
Biografia
Fundada em 7 de Outubro de 1958 pelo então Prefeito Pelópidas da Silveira, a Banda Sinfônica da Cidade do Recife (BSCR) possuía um efetivo de 34 Músicos. Hoje é composta por 85 Músicos, entre quadro técnico-administrativo e Produção. Originalmente criada para suprir a necessidade de acompanhamento das manifestações cívicas e culturais, a Banda realizou a sua estréia no dia 24 de dezembro de 1958, em um concerto no Sítio da Trindade. Durante seus 48 anos de existência, teve como regentes os maestros Geraldo Menucci (primeiro regente), Lourival Oliveira, Antônio Albuqueque, Luiz Caetano, José Genuíno, Júlio Rocha, Ademir Araújo, Edson Rodrigues, Ricardo Normando e Maestro Duda. Atualmente tem como regente titular e diretor artístico o maestro Nenéu Liberalquino, e seu assistente, o maestro Adelmo Apolônio.
A BSCR executa um repertório bastante eclético e requintado, que vai desde a MPB até a música erudita, passando pelo jazz e pelas trilhas sonoras, sem esquecer peças idiomáticas como "Dobrados” (Marchas). Desde 1978, a Banda está sediada no Teatro do Parque, onda realiza seus ensaios, estudos, Concertos Didáticos e Oficiais. Sempre presente nos grandes acontecimentos musicais, destacou-se nos seguintes eventos: em 1964 foi vice-campeã no Concurso de Bandas de Música, comemorativo ao 139º aniversário do Diário de Pernambuco; em 1977, foi campeã do I Torneio Pernambucano de Bandas de Música, patrocinado pela Secretaria de Educação e Cultura do Estado. Em 1978, foi consagrada nacionalmente, conquistando o segundo lugar do II Campeonato Nacional de Bandas de Música, promovido pela FUNARTE.Em 2008, com o apoio da Prefeitura do Recife, a BSCR gravou seu primeiro CD ao vivo no TEATRO DO PARQUE, em comemoração ao seu cinqüentenário, sob a direção musical e a regência do maestro NENÉU LIBERALQUINO e a participação especial de grandes solistas, tais como: PROVETA ,TONINHO FERRAGUTTI , ARIMATÉA VERÍSSIMO, COSTA FILHO, MARCO CÉSAR, EDSON RODRIGUES , FABINHO COSTA (solista da BSCR),TECA CALAZANS , GONZAGA LEAL e ÂNGELA LUZ .Ademais, a BSCR tem realizado concertos com a participação de grandes instrumentistas e diversos artistas pernambucanos. Por isso tudo, a Banda Sinfônica da Cidade do Recife não somente é um patrimônio do Recife, mas de todo povo pernambucano.


A BSCR sob a regência do maestro Nenéu Liberalquino, executa um repertório bastante eclético e requintado, que vai desde a MPB até a música erudita, passando pelo jazz e pelas trilhas sonoras,... Biografia Fundada em 7 de Outubro de 1958 pelo então Prefeito Pelópidas da Silveira, a Banda Sinfônica da Cidade do Recife (BSCR) possuía um efetivo de 34 Músicos. Hoje é composta por 85 Músicos, entre quadro técnico-administrativo e Produção. Originalmente criada para suprir a necessidade de acompanhamento das manifestações cívicas e culturais, a Banda realizou a sua estréia no dia 24 de dezembro de 1958, em um concerto no Sítio da Trindade. Durante seus 48 anos de existência, teve como regentes os maestros Geraldo Menucci (primeiro regente), Lourival Oliveira, Antônio Albuqueque, Luiz Caetano, José Genuíno, Júlio Rocha, Ademir Araújo, Edson Rodrigues, Ricardo Normando e Maestro Duda. Atualmente tem como regente titular e diretor artístico o maestro Nenéu Liberalquino, e seu assistente, o maestro Adelmo Apolônio. A BSCR executa um repertório bastante eclético e requintado, que vai desde a MPB até a música erudita, passando pelo jazz e pelas trilhas sonoras, sem esquecer peças idiomáticas como "Dobrados” (Marchas). Desde 1978, a Banda está sediada no Teatro do Parque, onda realiza seus ensaios, estudos, Concertos Didáticos e Oficiais. Sempre presente nos grandes acontecimentos musicais, destacou-se nos seguintes eventos: em 1964 foi vice-campeã no Concurso de Bandas de Música, comemorativo ao 139º aniversário do Diário de Pernambuco; em 1977, foi campeã do I Torneio Pernambucano de Bandas de Música, patrocinado pela Secretaria de Educação e Cultura do Estado. Em 1978, foi consagrada nacionalmente, conquistando o segundo lugar do II Campeonato Nacional de Bandas de Música, promovido pela FUNARTE. Em 2008, com o apoio da Prefeitura do Recife, a BSCR gravou seu primeiro CD ao vivo no TEATRO DO PARQUE, em comemoração ao seu cinqüentenário, sob a direção musical e a regência do maestro NENÉU LIBERALQUINO e a participação especial de grandes solistas, tais como: PROVETA ,TONINHO FERRAGUTTI , ARIMATÉA VERÍSSIMO, COSTA FILHO, MARCO CÉSAR, EDSON RODRIGUES , FABINHO COSTA (solista da BSCR),TECA CALAZANS , GONZAGA LEAL e ÂNGELA LUZ . Ademais, a BSCR tem realizado concertos com a participação de grandes instrumentistas e diversos artistas pernambucanos. Por isso tudo, a Banda Sinfônica da Cidade do Recife não somente é um patrimônio do Recife, mas de todo povo pernambucano.
.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~

Gente!!!!
Foi um presente e tanto na véspera de feriado e lá estava eu sentada em uma  teatro lindo, sim apesar de ir para dezesseis anos que resido em Pernambuco, foi a primeira vez que entrei no Teatro Santa Isabel, fiquei com aquela sensação de túnel do tempo.
A apresentação foi maravilhosa, fiquei feliz demais, pois reviver as trilhas de filmes que assisti, e o maestro ainda nos presenteou no finalzinho com Missão Impossível, nem preciso dizer que amei!!
Dia dezoito de dezembro eles irão se apresentar novamente, provavelmente pela data em si acredito que seja tema natalino, ele somente divulga o estilo quase na véspera pra fazer surpresa.
Apreciem o vídeo sem moderação, MARA!!

sábado, 16 de novembro de 2013

Em Chamas

Enfim, depois de tanto esperar o grande dia chegou!!
O segundo livro da trilogia em cartaz, estreou primeiro no Brasil....glória!!!
Sessão lotada, a galera ultra eufórica e eu lá calada e tensa, enfim é meu jeito de ser.
Adorei do começo ao fim, Haymitch com aquela mania irritante que só ele soube tão bem dar ao personagem chamando Katniss de docinho e queridinha, e claro tomando seus porres até nas horas mais improváveis
Sabor que ficou do filme...é de quero mais!!!
Que venha Esperança em 2014, tudo bem um ano de espera,aiai....bora ver????

sábado, 9 de novembro de 2013

Com que frequência?

"Em relacionamentos, laços mantêm pessoas mais unidas do que algemas." 
Marcio Kühne



Com que frequência você diz "eu te amo"? 
Um amigo meu contou uma história verdadeira em resposta a esta pergunta: A mãe dele era uma pessoa muito alegre, cheia de energia e muito positiva. Adorava a vida e dizia a todos que os amava. Amigos, filhos, empregados, todos. 
O pai ao contrário era extremante reservado e não era dado a muitas manifestações de afeto o que provocava nos filhos certa surpresa ao ver que os pais se entendiam tão bem apesar dessa diferença. 
Um dia, já adulto, conversando com a mãe que fazia um balanço da própria vida ele perguntou se ela havia sido sempre sido feliz, e ela disse que sim. Ai ele perguntou o que ela gostaria de ter na vida que não houvesse conseguido e para enorme espanto dele ela disse que seria ouvir do marido que ele a amava. 
A mãe argumentou que tinha certeza do amor do marido, que era extremamente feliz com ele, mas que ela nunca havia ouvido dele essas palavrinhas mágicas e que por mais absurdo que pudesse parecer era tudo o que ela mais queria na vida! Mesmo que parecesse algo imaturo, algo infantil era o que ela mais queria. 
Alguns meses depois era aniversário de casamento dos pais... 25 anos de casados que seriam comemorados com uma grande festa. 
Uns dias antes da festa ele saiu com o pai pra comprar um presente pra mãe e o pai, no carro, disse que gostaria de dar a ela algo que significasse muito porque ela havia realmente sido uma esposa formidável... ele contou ao pai o que a mãe mais queria na vida. 
Segundo ele o pai ficou perplexo e não disse nada. 
No dia da festa, lá pelas tantas, o pai pediu silencio a todos os presentes e fez um discurso curto, porém emocionado, ao fim olhou nos olhos da mulher e disse que queria naquele momento que ela soubesse o quanto ele a amava e que o perdoasse por nunca haver dito. 
A mãe dele até hoje diz que podia ter morrido naquela hora porque "havia conseguido o que mais queria."
E você? 
Com que frequência diz "eu te amo"?

domingo, 27 de outubro de 2013

Gostar de mulher


Rafael Martí
Ainda nos meus tempos de graduação em jornalismo na Uerj, fui assistir a uma palestra do fotógrafo André Arruda, que foi do JB, Globo e trabalhava, entre outras coisas, com moda. Em determinado momento da palestra ele relatava a sua experiência em fotografar nu artístico e soltou a seguinte frase: "para fotografar nu feminino é preciso gostar de mulher".
Eu sorri, porque na minha cabeça aquilo parecia meio óbvio, mas antes que qualquer um fizesse algum comentário ele completou.
— Não se trata de gostar de mulher no sentido sexual, ter tesão por mulher nua, essas coisas. Isso pode ter também. Mas se trata de gostar de mulher em um sentido mais profundo. Gostar do universo feminino. Observar que cada calcinha é única, tem uma rendinha diferente e ficar entretido com isso - afirmou.
O fato é que eu concordo com o conceito do Arruda sobre gostar de mulher. Não basta ser heterossexual, o machão latino. Para gostar de verdade de uma mulher são necessários outros requisitos que são raros. Por isso a mulherada anda tão insatisfeita.
Sensibilidade é fundamental. Paciência também. O homem que não tem paciência para escutar a necessidade que a mulher tem de falar, ou sensibilidade para cativá-la a cada dia não gosta de mulher. Pode gostar de sexo com mulher. O que é bem diferente.
Gostar de mulher é algo além, é penetrar em seu universo, se deliciar com o modo com que ela conta todo o seu dia, minuto por minuto, quando chega do trabalho. Ficar admirando seu corpo, ser um verdadeiro devoto do corpo feminino, as curvas, o cabelo, seios. Mas também cultuar a sagacidade feminina, sua intuição, admirar seu sorriso que é muito mais espontâneo que o nosso.
Gostar de mulher é querer fazer a mulher feliz. Levar flores no trabalho sem nenhum motivo a não ser o de ver seu sorriso.
É escutar pacientemente todas as queixas da chefa rabugenta, que provavelmente é assim porque seu homem não gosta de mulher.
O homem que gosta de mulher não está preocupado em quantas mulheres ele comeu durante a vida, mas sim com a qualidade do sexo que teve. Quantas mulheres ele realizou sexualmente, fazendo-as se sentirem desejadas, amadas, únicas, deusas, na cama e na vida.
O homem que gosta de mulher não come mulher. Ele penetra não só no corpo, mas na alma, respirando, sentindo, amando cada pedacinho do corpo, e, é claro, da personalidade.
"Para viver um grande amor é necessário ser de sua dama por inteiro", afirmou Vinícius de Morais no poema Para viver um grande amor.
Para amar verdadeiramente uma mulher o homem deve ser totalmente fiel, amá-la até a raiz dos cabelos. Admirá-la, se deixar apaixonar todo dia pelo seu sorriso ao despertar e principalmente conquistá-la, seduzi-la, como se fosse a primeira vez.
O homem que não tem paciência, nem tesão, nem competência para lhe seduzir várias e várias vezes, esse, minha amiga, não se iluda, não gosta nem um pouco de mulher.
Conquistar o corpo e a alma de uma mulher é algo tão gratificante que tem que ser tentado várias vezes. Só que alguns homens, os que não gostam de mulher, querem conquistar várias mulheres. Nós que gostamos de mulher é que conquistamos várias vezes a mesma mulher. E isso nos gratifica, nos fortalece e nos dá uma nova dimensão. A dimensão da poesia, do amor e em última instância do impenetrável universo feminino.
Mas atenção amigos que gostam de mulher: gostar de mulher e penetrar em seu universo não é torná-las cativas e sim libertá-las, admirá-las em sua insuperável liberdade. Uma das músicas com que mais me identifico é uma em inglês, por incrível que pareça, para um nacionalista e anti-imperialista convicto. É a Have you really loved a woman? do cantor Bryan Adams. A música foi tema do filme Don Juan de Marco, e em uma tradução livre quer dizer "você já amou realmente uma mulher?". Em toda a música o cantor fala sobre a necessidade de se conhecer os pensamentos femininos, sonhos, dar-lhe apoio, para amar realmente uma mulher.
Essa música é perfeita. Como se vê, gostar de transar com mulher é fácil. Agora gostar de mulher é dificílimo. Precisa ser homem de verdade para isso. Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sensibilidade

sábado, 19 de outubro de 2013

As Quatro Questões de Allen


Para ter sucesso verdadeiro, faça quatro perguntas para si mesmo: Por
que? Por que não? Por que não eu? Por que não agora? - James Allen
Por que...? Encontre a razão mais profunda e verdadeira para algo, e essa razão manterá você vivo em um mundo de sonâmbulos. Entenda as razões e os motivos verdadeiros, antes de tomar uma decisão. Pergunte-se todo o tempo: "por que devo fazer essa coisa, e não aquela? " Entenda o que se passa dentro de você. Entenda os motivos mais profundos pelos quais algo deve ser feito em sua empresa ou departamento, em sua comunidade, sua equipe ou família. Por que...?. Enquanto você não tiver esclarecido isso para si próprio, as razões sempre serão frágeis e você poderá ser derrubado, ou derrubada, muito facilmente. Por que quero me casar com ela? Por que quero mudar de carreira? Por que temos que mudar este produto? Por que quero este diploma?. Enfim, encontre uma razão e apegue-se a ela.
Por que não? O que impede você de fazer isso? Na maioria das vezes, demoramos demais para fazer algo, simplesmente porque novas idéias fazem a gente assumir que, se não foi feito antes, provavelmente não deve ser feito. Será? Procure os motivos para não fazer algo. Muitas vezes, você vai descobrir que não existe motivo real algum para não fazer isso. Então... por que não? Pense, e responda: Por que não romper? Por que não fundar essa empresa? Por que não escrever este livro? Por que não ter filhos? Por que não procurar outro emprego? Por que não fazer este curso? Por que não dar aquele telefonema? Por que não arriscar? Pergunte-se sempre: Por que não?
Por que não eu? Se alguém tem que fazer algo, você pode ser este alguém. Inúmeras vezes, encontramos a razão para que algo seja feito e, ao perguntarmos "por que não?", vemos que nada impede que seja feito. A próxima pergunta lógica: por que não eu? Sim, talvez você seja exatamente a pessoa que deva começar isso. Alguém tem que escrever este livro: por que não você? Alguém tem que propor este produto: por que não você? Alguém que que defender esta idéia na câmara ou no senado: por que não você? Alguém tem que reconciliar a família: por que não você? Alguém tem que dar o primeiro passo: por que não você?
Por que não agora? As vezes, o melhor momento para começar algo é... Imediatamente. Se algo tem que ser feito, se não há razão sólida para que este algo não seja feito e se você mesmo pode fazer isso, então vem a última pergunta: Por que não fazer isso agora? Tantas vezes na vida, nós passamos pelas primeiras três perguntas e, então, fazemos de conta que somos eternos... Que podemos fazer aquilo em algum momento no futuro, quando... tivermos o diploma... os filhos tiverem crescido... a aposentadoria chegar... P A R E. Isso é apenas uma armadilha do lado temeroso de sua mente. Não espere o dia perfeito. O dia perfeito é hoje. Se não hoje... quando?
Siga o conselho de James Allen: "para ter sucesso verdadeiro, faça quatro perguntas para si mesmo: Por que? Por que não? Por que não eu? Por que não agora?

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Se você tiver de parar um pouco, fique sentado, mas sempre olhando para frente, nunca para o caminho já percorrido.
Provérbio chinês


domingo, 6 de outubro de 2013

Sorria



Charlie Chaplin
Sorria. Mas não se esconda atrás deste sorriso. Mostre aquilo que você é. Sem medo.
Existem pessoas que sonham. Viva. Tente. Felicidade é o resultado dessa tentativa.
Ame acima de tudo. Ame a tudo e a todos. Deles depende a felicidade completa.
Procure o que há de bom em tudo e em todos. Não faça dos defeitos uma distância e sim, uma aproximação.
Aceite. A vida, as pessoas... Faça delas a sua razão de viver.
Entenda os que pensam diferentemente de você. Não os reprove.
Olhe à sua volta, quantos amigos... Você já tornou alguém feliz? Ou fez alguém sofrer com o seu egoísmo?
Não corra... Para que tanta pressa? Corra apenas para dentro de você.
Sonhe, mas não transforme esse sonho em fuga.
Acredite! Espere! Sempre deve haver uma esperança. Sempre brilhará uma estrela.
Chore! Lute! Faça aquilo que você gosta. Sinta o que há dentro de você.
Ouça... Escute o que as pessoas têm a lhe dizer. É importante.
Faça dos obstáculos degraus para aquilo que você acha supremo... Mas não esqueça daqueles que não conseguiram subir a escada da vida.
Descubra aquilo de bom dentro de você. Procure acima de tudo ser gente. Eu também vou tentar.
Sou feliz... Porque você existe!

sábado, 28 de setembro de 2013

Encontros Impossíveis


Eis o texto de abertura da Peça Encontros (Im)possíveis, que José Carlos De Lucca - nosso convidado para a Bienal do Livro - fez para o seu querido amigo Renato Prieto (segundo nos informou o próprio Prieto).
Dê o Primeiro Passo Cuidado para que seus sonhos não se transformem em meros projetos e intenções … Frustração é o nome que se dá aos castelos que muitas vezes nossas mãos não quiseram construir
Não desanime apenas porque sua meta exigirá longo esforço.
Toda longa caminhada começa no primeiro passo
Um livro de mil folhas foi escrito pagina por pagina, palavra por palavra
Não fique contando as prováveis dificuldades que vai encontrar, pois é possível que desista antes mesmo de começar 
Ponha-se a trabalhar e as dificuldades serão naturalmente resolvidas quando aparecer, se aparecer
Jamais esqueça que dando o primeiro passo você se sentirá animado a dar logo o segundo e assim sucessivamente até a conquista das suas aspirações
Quanto mais anda mais se sente empolgado em se aproximar do alvo desejado
Quanto mais parado você fica, mais cansado e desanimado você estará
Não se preocupe em se sentir ainda despreparado para atingir objetivos que você tanto acalanta.
Ninguém está totalmente pronto quando inicia um novo projeto
Comece a trabalhar pelos seus ideais e no curso dos acontecimentos você terá os aprendizados necessários e fará os ajustes precisos para alcançar a meta desejada
Você não atravessará uma rua se ficar apenas contemplando o outro lado da calçada, o segredo do caminho é caminhar
Se esperar pelo dia ideal para começar a trabalhar, você provavelmente não sairá do lugar Então…
De o primeiro passo”
(José Carlos de Lucca)
.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~

Depois de tanto tempo, volto a blogar, voltando e compartilhando esta peça que assisti no Teatro Guararapes no Centro de Convenções - Olinda.
Peça linda, que realmente você se questiona, será que realmente todos os encontros são impossíveis...
Interpretação fabulosa do começo ao fim com Renato Prieto.
Em um dos encontros impossíveis e que se eternizou na minha mente será o de Chico Xavier em que ele questiona a Chico, o que vem a ser o acaso e Chico sabiamente responde: "O acaso meu filho, é quando Deus não quer assinar"....

domingo, 28 de julho de 2013

Jogos Vorazes

Sim.... filme Jogos Vorazes é a dica do dia, já li o primeiro livro da trilogia e vi o filme, e adorei!!
Já li o segundo livro, esperando a estréia do segundo filme e comecei a ler agora o terceiro e último livro - leia-se ler para não dizer devora-lo,rsrs
Ganhei o tordo da minha amiga Mayra Menezes lá do blog Anyway, e por incrível que pareça a última postagem é com relação ao livro que estou lendo agora, bem até o próximo .....este é o último vício, é claro!!rsrs
Sim existem controvérsias que acontecem do livro para o filme, mas enfim nada muito gritante, apesar que tem detalhes do livro que fazem a diferença......mas bora lá esperar  para ver a segunda parte do filme, afinal de contas só faltam 109 dias, e que a sorte esteja sempre a seu favor!!

domingo, 21 de julho de 2013

Uma atitude de gratidão

"Não importa se a viagem é longa quando o destino é o seu coração." 
Marcio Kühne


"No Mês da Gratidão que estipulei para mim mesmo," conta-nos David Hochman, "me veio à cabeça a Srta. Riggi, minha professora de inglês da 8ª série. 
Foi ela quem primeiro me abriu os olhos para os gigantes literários. Foi ela a primeira a me encorajar a escrever. Mas será que lhe agradeci? 
Será que alguém lhe agradeceu? 
Dei alguns telefonemas rápidos e descobri que ela ainda dava aulas no mesmo distrito escolar, depois de quase 40 anos. 
Comprei passagens para mim e meu filho Sebastian: iríamos a minha cidade natal. 
No avião escrevi rascunhos da minha carta para a Srta. Riggi. 
Achei que estava pronto, mas, quando entrei na sala de aula, com Sebastian agarrado às minhas pernas, fiquei mais ansioso do que nunca. 
A Srta. Riggi era mais baixa do que eu me lembrava, mas inconfundível c om aqueles cabelos compridos e os olhos brilhantes e inteligentes. 
Depois de um abraço meio sem graça, nos sentamos. 
Respirei fundo e comecei a ler: Quero lhe agradecer o impacto que a senhora teve na minha vida, comecei. 
Há quase 30 anos, a senhora apresentou as maravilhas da palavra escrita à minha turma da 8ª série. 
Sua paixão por tramas e personagens e seu entusiasmo pelas palavras me fizeram perceber que o mundo fazia sentido. 
Que vida grandiosa, pensei, ser capaz de dividir histórias com os outros! 
Algumas linhas adiante, sentado ali, com a minha mentora e com o meu filho no colo, a emoção tomou conta de mim. 
As décadas se desfizeram e nada tinha mais importância do que o ato simples de compartilhar. Foi como se eu falasse por gerações de alunos: 
O tempo passa. 
As lembranças se confundem e desvanecem. Mas eu nunca esquecerei o entusiasmo de chegar todos os dias à su a aula. As lágrimas vieram para nós dois. E, quer tenha sido o sorriso da Srta. Riggi quando terminei de ler a carta, ou o simples alívio de dividir o que estava havia muito tempo em meu coração, a sensação de paz que senti durou até bem depois de Sebastian e eu voltarmos para casa."

Ser grato é ter elegância com a vida, resmungar é ser comum.
.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~

Ontem foi o dia mundial da amizade, não preciso especificamente de uma data para exercer a gratidão da amizade de todos que se disponibilizam a abrir os seus braços e me acolherem com sua amizade verdadeira, rara e cara....simplesmente....sou muito grata!!

sábado, 13 de julho de 2013

Daqui a alguns anos você estará mais arrependido pelas coisas que não fez do que pelas que fez. Então solte as amarras. Afaste-se do porto seguro. Agarre o vento em suas velas. Explore. Sonhe. Descubra
Mark Twain

terça-feira, 2 de julho de 2013

As estações


"Desocupe a prateleira da sua mente, descarte mágoas empoeiradas e ansiedades espaçosas. Seja seletivo com o que ocupa esse lugar." 
Marcio Kühne

UM homem tinha quatro filhos. 
Ele queria que seus filhos aprendessem a não julgar as coisas de modo apressado, por isso, ele mandou cada um viajar para observar uma pereira que estava plantada em um distante local. 
O primeiro filho foi lá no Inverno, o segundo na Primavera, o terceiro no Verão e o quarto e mais jovem, no Outono. Quando todos eles retornaram, ele os reuniu e pediu que cada um descrevesse o que tinham visto. O primeiro filho disse que a árvore era feia, torta e retorcida. 
O segundo filho disse que ela era recoberta de botões verdes e cheia de promessas. 
O terceiro filho discordou. Disse que ela estava coberta de flores, que tinham um cheiro tão doce e eram tão bonitas, que ele arriscaria dizer que eram a coisa mais bela que ele tinha visto. 
O último filho discordou de todos eles; ele disse que a árvore estava carregada e arqueada, cheia de frutas e vida. 
O homem, então, explicou a seus filhos que todos eles estavam certos, porque eles haviam visto apenas uma estação da vida da árvore… 
Ele falou que não se pode julgar uma árvore, ou uma pessoa, por apenas uma estação, e que a essência de quem eles são e o prazer, a alegria e o amor que vêm daquela vida, podem apenas ser medidos ao final, quando todas as estações estiverem completas. 
Se você desistir quando for Inverno, você perderá a promessa da Primavera, a beleza do Verão, a expectativa do Outono. 
Não permita que a dor de uma estação destrua a alegria de todas as outras. Não julgue a vida apenas por uma estação difícil.



domingo, 16 de junho de 2013

Ando escravo da alegria....

Quantos "agoras" perdermos esquecendo que o risco pode ser a salvação de muitas alegrias de nossas vidas... O medo que nos impede de sermos ousados agora, também está nos impedindo de vermos a linda pessoa que podemos ser.
Clarice Lispector


Ousar.....é um grande convite que transborda na nossa existência.
Ousar com coerência e bom senso de quem sabe o que faz, e de onde pretende chegar.
Simmmmm....ousar é saber quem você é, e saber implica em ter certezas.
Certeza que quero correr e percorrer todos os riscos de uma vida repleta de muitas alegrias.
PS:CERTEZA PLENA QUE SOU E ESTOU LINDA DE DENTRO PRA FORA E DE FORA PRA DENTRO!!

Haaaa....não se espantem textos de Clarice Lispector me fazem devanear nas tardes de domingo.
Feliz estar de volta no meu Nuances da Vida!

domingo, 5 de maio de 2013

39 anos

Simmmmmmmmm... chegar aos 39 anos, cheia de garra, de marra e muuuuuuuuuita teimosia!!
Não é para os fracos, é pra quem se mete e se submete a ser verdadeira, espontânea e muitas vezes pra não dizer a maioria ... mal interpretada, mas sendo única, inconfundível e me desculpem os incomodados.....insuportavelmente feliz, também se não fosse para incomodar e causar não teria graça, lógico incomodar não é ser inconveninente, sei o meu devido lugar e respeito é sempre bem vindo e também gosto muito!!
Último ano em que estarei desfrutando do mundo Balzaqueano....o ano de 2014 será um ano em que começo a viver o processo gerúndio da vida...quanrENTA sua linda, ano que vem prometeeeeeee!!
Boa semana!!
Beijos!!

domingo, 28 de abril de 2013

CARTA DA PATROA


Prezada empregada doméstica, 
Quero cumprimentá-la porque, finalmente, a sua classe passou a ter os mesmos direitos do restante dos trabalhadores do nosso país. 
Agora as suas horas extras serão remuneradas, você terá direito ao FGTS, seguro desemprego, intervalo na jornada de trabalho e mais uma série de benefícios. 
Parabéns pela conquista ! 
Mas, posso informar-lhe que, para mim, pouca coisa mudará… 
Afinal estou acostumada ao dia a dia do mercado de trabalho e, com certeza, saberei me adaptar rapidamente às novas regras. 
Apertando um pouco mais o orçamento, conseguirei pagar todos os ônus da nova lei, porém me preocupo com o novo tratamento que terei de dar a você, pois “para todo bônus, o seu ônus”. 
Você será reconhecida por mim, financeiramente, mas precisará comprovar-me que está apta a ser tratada como profissional. Adeus às velhas desculpas de que o ônibus atrasou…
Agora tenho que registrar sua entrada e sua saída, para computar as horas extras a que você tenha direito… Não me peça para não descontar suas faltas! Inevitavelmente terei que contribuir para um fundo de garantia por seu tempo de serviço [FGTS] e, por isso, você precisa vir trabalhar. 
Lembre-se, também, que não aceitarei as desculpas de que você não sabe cozinhar, passar, lavar roupas, pois estas aptidões são necessárias para o seu trabalho. 
Siga as minhas orientações e cumpra as minhas determinações. 
Para atender às necessidades do meu lar, tal como acontece nas empresas (veja o comércio), busque a capacitação e a reciclagem, esteja atenta às boas relações interpessoais, para que eu possa honrar com prazer os seus direitos ora adquiridos. 
 Não vale mais ser doméstica e estudar datilografia (ah! Isso era antigamente, agora é informática…), ou passar horas mexendo e aprendendo tudo do celular ou ouvindo radinho sem se importar em esmerar-se para atender às necessidades do meu lar, pois isso é o que o seu emprego requer!… 
Deixe o lazer para o período de descanso… 
Você alcançou uma posição privilegiada, é uma profissional com todos os direitos da Consolidação das Leis do Trabalho, igual a qualquer empregado de uma empresa, embora meu lar e a minha família não se enquadrem nessa categoria e não tenham fins lucrativos. 
Portanto, acostume-se a ser advertida, afinal tarefas não realizadas contarão também para demissão por justa causa. 
Prejuízos ocasionados pela má utilização dos pertences de minha residência [seu local de trabalho], serão tratados como patrimônio, que você terá obrigação de zelar e ressarcir-me, caso venha a danificá-lo. E isso inclui as minhas roupas que você costuma manchar ao lavar e/ou queimar ao passar. Mas não se preocupe, quando eu fizer a reposição do item por outro igual, apresentarei o cupom fiscal a você. Sentirei no bolso, é verdade, mas a grande privilegiada será você, pois até que enfim alguém pensou em sua classe, no seu crescimento pessoal e profissional, espero que com a aquisição de todos esses benefícios você consiga manter-se no mercado de trabalho , buscando sempre o aprimoramento profissional.
Espero, ainda, que esse pouco dinheiro que chegará às suas mãos, uma vez que grande parte dele vai mesmo ficar para o governo, lhe dê condições de sustentar a sua família, pagar os cursos que você precisa fazer e ainda assim ser a amiga e companheira que nos auxilia ao longo de nossas vidas. 
Atentando para tudo isso, nossa relação de amizade não sofrerá a menor mudança. 
Respeito o seu trabalho, preciso de sua ajuda em meu lar e confio no seu potencial. 
Por isso, espero que essa nova lei seja um marco para nós duas. 
Um abraço e muito sucesso para você! 
Sua patroa. —

Oiee!!
Recebi este email e como tem tudo a ver com o meu TCC resolvi compartilhar...
Esta semana foi marcada por esta conquista na classe destas trabalhadoras, não acho que elas não merecem , muito pelo contrário, todo mundo tem que possuir seus direitos garantidos, sim por lei, mas ter direitos requer obrigações que devem ser cumpridas por ambas as partes.
Bem meus queridos....
Boa semana!!!
Beijos 



domingo, 14 de abril de 2013


Não adiar nada, é o melhor segredo de quem conhece o valor do tempo. Quando deixamos alguma coisa para amanhã, não pensamos que cada dia e cada hora traz uma nova tarefa.
Edward Laboulaye

A imagem por si só explica a minha ausência do blog...e o tempo tem um valor precioso nestes últimos dias.
Compreensão....
Beijos

domingo, 24 de março de 2013

O Menino de Ouro


Depois da morte de seu filho, um casal decide adotar uma criança. Enquanto eles tentam se ajustar à nova vida, um dia um garoto aparece inesperadamente na sua porta.
.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~


Delicadeza total neste filme, interpretação magnifica de Ioan Gruffud, um chamado de fé, num mundo tão frio e insensível como o nosso. Valeu cada minuto.


domingo, 17 de março de 2013


A realidade é a forma de servir um prato vazio. Devemos ser realistas ao ver que nada vem ao nosso prato antes que coloquemos algo nele.
Fau

domingo, 3 de março de 2013

O caso das laranjas


"Um sinal de maturidade é quando deixamos de culpar outros pelos nossos erros." 
Marcio Kühne

UM gerente foi procurado por um colaborador, que veio reclamar que um colega havia tido um aumento salarial e ele não, o que considerava injusto. Sem entrar no mérito do caso, o gerente pediu a este colaborador: "Você está vendo aquele caminhão que está vendendo laranjas, lá no outro lado da rua? Vá, por favor, ver o preço das laranjas." Sem entender o pedido do gerente, foi e logo voltou dizendo: "O preço de 1 dúzia de laranja é R$ 1,00." O gerente perguntou: "E se eu comprar 10 dúzias, será que o preço é o mesmo? Você pode verificar?" Sem saber responder, lá foi o sujeito perguntar de novo, e logo voltou. "Ele disse que se você comprar 10 dúzias, ele faz o preço de R$ 0,80 a dúzia. "Eu estou realmente interessa do nestas laranjas! E se eu comprar a carga inteira, a que preço ele fará a dúzia?" Já com expressão aborrecida, mais uma vez ele foi perguntar e voltou dizendo: "Se você comprar o caminhão todo, ele vende a dúzia a R$ 0,55." Agradecendo ao colaborador pediu para que ficasse ali e solicitou que o colega que havia tido o aumento fosse chamado à sua sala. Sorridente, ele logo entrou, e o gerente fez exatamente a mesma pergunta: "Você está vendo aquele caminhão que está vendendo laranjas, lá no outro lado da rua? Vá, por favor, ver o preço das laranjas. Rapidamente ele saiu e logo voltou com um saco de uma dúzia de laranjas debaixo do braço, e muito animado foi logo dizendo: "O preço de 1 dúzia é R$ 1,00. No entanto, se você comprar 10 dúzias ou mais, ele pode dar um desconto e vender a R$ 0,80 a dúzia. Mas se você quiser comprar a carga inteira o preço é de R$ 0,55 a dúzia. Aí eu disse ao vendedor que o meu gerente estava interessado no preço das laranjas, e ele me deu esta dúzia como uma amostra, para você poder avaliar a sua qualidade." O gerente agradeceu. O colaborador deixou a dúzia de laranjas na mesa e saiu.
Um silêncio se fez e o gerente nada teve a dizer, pois o colaborador que entrou reclamando, saiu tendo aprendido uma importante lição.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

A Cidade dos Resmungos


Era uma vez um lugar chamado Cidade dos Resmungos, onde todos resmungavam, resmungavam, resmungavam.
No verão, resmungavam que estava muito quente.
No inverno, que estava muito frio.
Quando chovia, as crianças choramingavam porque não podiam sair.
Quando fazia sol, reclamavam que não tinham o que fazer.
Os vizinhos queixavam-se uns dos outros, os pais queixavam-se dos filhos, os irmãos das irmãs.
Todos tinham um problema, e todos reclamavam que alguém deveria fazer alguma coisa.
Um dia chegou à cidade um mascate carregando um enorme cesto às costas.
Ao perceber toda aquela inquietação e choradeira, pôs o cesto no chão e gritou :
— Ó cidadãos deste belo lugar! Os campos estão abarrotados de trigo, os pomares carregados de frutas. As cordilheiras estão cobertas de florestas espessas, e os vales banhados por rios profundos. Jamais vi um lugar abençoado por tantas conveniências e tamanha abundância. Por que tanta insatisfação? Aproximem-se, e eu lhes mostrarei o caminho para a felicidade.
Ora, a camisa do mascate estava rasgada e puída.
Havia remendos nas calças e buracos nos sapatos.
As pessoas riram que alguém como ele pudesse mostrar-lhes como ser feliz.
Mas enquanto riam, ele puxou uma corda comprida do cesto e a esticou entre os dois postes na praça da cidade.
Então segurando o cesto diante de si, gritou :
— Povo desta cidade ! Aqueles que estiverem insatisfeitos escrevam seus problemas num pedaço de papel e ponham dentro deste cesto. Trocarei seus problemas por felicidade !
A multidão se aglomerou ao seu redor.
Ninguém hesitou diante da chance de se livrar dos problemas.
Todo homem, mulher e criança da vila rabiscou sua queixa num pedaço de papel e jogou no cesto.
Eles observaram o mascate pegar cada problema e pendurá-lo na corda.
Quando ele terminou, havia problemas tremulando em cada polegada da corda, de um extremo a outro.
Então ele disse :
— Agora cada um de vocês deve retirar desta linha mágica o menor problema que puder encontrar.
Todos correram para examinar os problemas.
Procuraram, manusearam os pedaços de papel e ponderaram, cada qual tentando escolher o menor problema.
Depois de algum tempo a corda estava vazia.
Eis que cada um segurava o mesmíssimo problema que havia colocado no cesto.
Cada pessoa havia escolhido os seu próprio problema, julgando ser ele o menor da corda.
Daí por diante, o povo daquela cidade deixou de resmungar o tempo todo.
E sempre que alguém sentia o desejo de resmungar ou reclamar, pensava no mascate e na sua corda mágica.
Colaboração: Renato Antunes Oliveira

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Há dois mil anos

Releitura.....foi a minha companhia antes e durante o carnaval.
A primeira vez que li, não tinha compreendido bem a dimensão da mensagem que este livro nos passa, e alguns anos depois reli com um outro olhar, digamos que mais questionador, e passados oito anos, mais uma vez me surpreendo com a riqueza de detalhes, e de aprendizado.
Sei que daqui alguns anos irei ler e encontrar novas lições que passaram desapercebidas, mas o que realmente importa, é a chance de extrair deste aprendizado algo que possa aplicar em minha vida,a questão de melhorar como ser em evolução, parece, mas não é nada fácil e muito menos impossível.
Existência minha, to arregaçando as mangas e buscando ir a luta....sei que a natureza não dá saltos, mas tenho que fazer minha parte. Apesar de muitos acharem que me cobro muito, mas só faço isto, porque não sei quem realmente quem sou ainda, mas tenho uma leve desconfiança,rsrsrs.....então se eu mesma não me modificar, ninguém mais fará isto por mim.
Dica: quando dispuserem de um tempo.....aproveitem as folhas desta encantadora obra.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Feliz Carnaval 2013!!!

"Carnaval é a alegria popular. Direi mesmo, uma das raras alegrias que ainda sobram para a minha gente querida. Peca-se muito no carnaval? Não sei o que pesa mais diante de Deus: se excessos, aqui e ali, cometidos por foliões, ou farisaísmo e falta de caridade por parte de quem se julga melhor e mais santo por não brincar o carnaval. Estive recordando sambas e frevos, do disco do Baile da Saudade: ô jardineira por que estas tão triste? Mas o que foi que aconteceu....Tú és muito mais bonita que a camélia que morreu. BRINQUE MEU POVO POVO QUERIDO! MINHA GENTE QUERIDÍSSIMA. É VERDADE QUE 4a FEIRA A LUTA RECOMEÇA. MAS, AO MENOS, SE PÔS UM POUCO DE SONHO NA REALIDADE DURA DA VIDA!" Dom Helder Câmara, 01 de fevereiro de 1975 durante sua crônica radiofônica "um olhar sobre a cidade"da Rádio Olinda AM.

.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~
Para quem é da folia...brinquem, se divirtam!!
Para quem é caseiro....bom lazer junto da família e amigos!!
Simbôra ser feliz meu povo!!!

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013



Não sejamos escravos do ontem, mas sim, donos do amanhã. Se construir um presente doloroso , plante um futuro alegre, no qual possa colher os frutos do amor, sem limites.

É assim...

É assim...
Tecnologia do Blogger.

ou é assim...

ou é assim...

Follow by Email

About Me

Minha foto
Pedra bruta se deixando lapidar pelo cinzel da vida

Seguidores