quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Pensar é ser...

Fénelon escreveu que "o mais infeliz dos homens é aquele que assim se julga,porque a desgraça depende menos das coisas que sofremos do que da imaginação com que aumentamos a própria infelicidade".
O mais infeliz dos homens é aquele que assim se julga. Uma grande verdade, porque felicidade e infelicidade são estados mentais.
Não são os acontecimentos, em si, que fazem uma pessoa feliz ou infeliz, mas a idéia que essa pessoa faz desses acontecimentos.
Uma outra frase diz: "os tristes dizem que os ventos gemem; os alegres acham que os ventos cantam".
Tudo é questão de ótica mental.
Você vê e sente as coisas através da mente.
Pode ser que você tenha errado, feito besteiras, fracassado, que ninguém é infalível e nem perfeito.
Mas ao invés de ficar aí se lamentando pelos cantos da casa, ou pelos consultórios psiquiátricos, levante a cabeça, corrija a direção do seu barco e siga em frente.
Ficar se lamentando é uma maneira de perder tempo e vida.
Siga em frente.
Às vezes, o barco bater num galho de árvore, sofrer o atrito de um banco de areia, chocar-se com outro barco, mas seguindo em frente você somente ficará com a parte boa do acontecido, que é a lição para acertar melhor o roteiro e a certeza de que está chegando sempre mais próximo do objetivo.
Se vai adiante, poderá acertar a rota. Se fica parado, a chorar o leite derramado, jamais chegará onde deseja.
Por todas essas considerações, você percebe que a sua mente faz a sua felicidade ou infelicidade, o sucesso ou a depressão, enfim a sua vida.
Preste bem atenção ao conteúdo das suas reflexões diárias sobre os fatos e situações, pois aí está a explicação do que lhe acontece.
Se vive se queixando da vida, achando que não adianta fazer nada, vendo fantasmas e demônios por toda parte, sua vida irá de mal a pior, pois o que você planta na mente, colhe na realidade.
Inunde sua mente, a sua alma, o seu coração, com a energia da felicidade.
Proclame interiormente a felicidade, imagine-se feliz e verá que esta causa mental trará consigo o efeito correspondente.
Pensar é ser...
Enviado por Renato J. G. Filho

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Vida é mudança

Um homem de consciência sabe que a vida está constantemente mudando. Vida é mudança.
Só existe uma coisa permanente e essa é a mudança. Tudo mais, exceto a mudança, muda.
Aceitar essa natureza da vida, aceitar essa existência mutante com todas suas estações e humores, esse fluxo constante que nunca cessa por um único momento, é ser extático; desse modo ninguém pode perturbar seu êxtase.
É seu anseio por permanência que cria problemas para você. Você quer viver uma vida sem qualquer mudança e isso não é possível – você está pedindo o impossível.
A criança se tornará jovem, o jovem ficará velho. Aquele que estava vivo ontem, está morto hoje.
Se você aceitar todas essas mudanças, a natureza das coisas, e permitir isso acontecer alegremente, sabendo que a vida é assim, então nada pode lhe desviar de seu êxtase.
Mova-se a cada momento com o fluxo da vida. Mas, diferentemente, as pessoas estão sempre olhando para trás. A vida está sempre se movendo para frente e elas ficam para trás. A vida é como um rio.
- Osho -

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Nunca é tarde demais para mudar o rumo de sua vida, para crescer.
Autor desconhecido


quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Em paz

Não abro mão da minha paz , nem do meu bem estar com DEUS e comigo mesmo. 
Quando as coisas começam a fugir do meu controle dou uma pausa, respiro e cuido de mim , mas não me perco e nem me deixo levar pela arrogância alheia. 
Acho que pra tudo nesta vida há um limite, e a partir do momento que colocam em jogo a nossa personalidade , o nosso caráter e o nosso respeito o distanciamento é a melhor decisão a ser tomada e a mais sensata também. 
Fujo de pessoas inconstantes e me privo de corações maliciosos , porque a vida já me exige demais pra eu perder tempo e paciência com quem não se permite mudar. 
Só sei dizer que quanto mais me cuido , mais cresço e mais aprendo que lidar com sentimentos não é fácil, mas lidar com gente de coração vazio é pior ainda.... 
Portanto ,se cuidem, e quando a alma pedir descanso se esconda em um cantinho chamado seu e se refaça sempre que necessário mas não se percam..
Cecilia Sfalsin

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

PAI GRÁVIDO

“Olá, João. Ou João Gabriel. Ou Santiago, não sabemos ainda, eu e sua mãe não conseguimos nos decidir. 
Sei que eu queria brasileirar Lenon ou Dilan, mas sua mãe anda redutiva quanto a isso, diz querer protegê-lo. Mas do quê, a gente pode saber? Talvez de fazer sucesso com as menininhas do Jardim de Infância com um nome lendário desses. 
Mas não se chateie, ok? 
Nós vamos encontrar uma solução. 
Bem, eu não sei como começar isso, é estranho falar com uma barriga gorda, a última vez que fiz isso foi aos sete anos quando o tio Lino me jurou ter comido o Caco, um hamster branquinho que eu tinha. Mas isso é uma longa história. Você quer um hamster também? O pai compra. 
Pai. Que troço esquisito pra quem ainda come sucrilhos pela manhã. Mas agora está tudo bem. 
Nós não planejamos você, mas o inesperado aconteceu. 
Primeiro eu tive algumas crises peterpânicas, sumi por um tempo, cheguei a sugerir que você fosse interrompido. Aí veio o ultrassom, aquela canção do Cat Stevens num comercial sobre o verão, os livros do “Diário de Um Banana” na livraria perto daqui. Então eu decidi que precisava de você, talvez mais que você de mim. 
Acho que você pode me ensinar muitas coisas. 
Não coisas como lidar com peitos, isso eu já aprendi aos 23. 
Há montes de outras coisas que eu preciso saber, como ser menos egoísta, menos farisaísta, menos inconsequente. Ou como dar nó em gravatas, seu avô já tentou trezentas vezes, mas acho que ele não sabe direito o que está fazendo. 
Bem, acho que já deu pra sentir que ainda estou confuso quanto ao meu papel nessa peça que a vida me pregou. 
As coisas vão mudar, eu sei, mas acho que vou me sair bem. 
Dizem que, agora sim, vou conhecer o verdadeiro amor. 
E, confesso, estou curioso e trêmulo. Talvez eu desmaie no seu parto, tudo bem pra você? 
Mas é só questão de idade, pulando essa parte a gente pode sair do hospital, conhecer o mundo e passear por aí. 
Comecei uma poupança pra você. Já tem trinta reais. Sei que não é muita coisa, mas já dá um Mc Lanche Feliz. O que você acha? 
Depois, mais tarde, talvez uns vinte anos, podemos beber algumas cervejas e falar sobre garotas ou sobre o que está errado na escalação do nosso time do coração. 
O que você quer agora? Batatas fritas? Uma garupa até a praça do avião? Uma guitarra? Uma estrela do mar? 
Bem, como você pode ver, o clima é de ansiedade, alegrias e de uns tapinhas nas costas. Tenho recebido muitos abraços, parabéns e recomendações para criar juízo. Não sei que porra as pessoas estão pensando quando me mandam criar juízo. 
E também não entendo os parabéns, foi fácil e gostoso fazer você, mas isso é papo pra daqui uns quinze anos. 
Quem sabe, se der tempo, você conheça seu bisavô. Ele está com Alzheimer. Às vezes ele joga o prato inteiro de comida na parede e os adultos acham um pouco triste, mas acho que você vai até achar engraçado. 
Aliás, estou louco pra escutar seu riso. 
E também já fiz planos de cantar “Hey Jude” quando você começar a espernear no berço que ganhamos dos seus avós de Pelotas. 
Não será perfeito o tempo todo. 
Haverá dias que você vai berrar sem parar e eu vou implorar pra você começar a falar agora mesmo, e diga afinal o que é que você quer. 
Mas tudo bem, a gente faz as pazes e algumas fuzarcas. E depois você pode adormecer no meu peito assistindo “Três é Demais” no sofá, até a mamãe chegar. 
Ah, sobre a mamãe. 
Bem, acontece que não estamos mais juntos. 
Não sei explicar, essas coisas são meio complicadas, temo que se eu começar a explanar como funciona os relacionamentos você relute sair daí e depois precisaremos gastar todo dinheiro da sua faculdade numa cesariana desnecessária. 
Vai ser um pouco estranho, mas hoje em dia é comum os pais morarem em apartamentos separados, por mais idiota que isso possa parecer. 
O lado bom é que você terá dois quartos. 
É, nós adultos somos muito idiotas mesmo, na maioria das vezes a gente não sabe direito o que está fazendo. 
Mas não se preocupe, ainda somos amigos, a gente se dá legal e estaremos sempre por perto. 
Sem brigar, a gente jura. 
Sei que estamos sempre jurando coisas, mas vamos trabalhar duro. 
Por você. Certo? 
Se está bom pra você, dá um chute. Se não, dois. 
E pode apostar, vamos amar você infinitamente mais e melhor do que a gente já se amou um dia. Como assim, quanto é infinito? 
Infinito é infinito. 
É tudo. 
É pra sempre. 
É sem fim. 
É uma coisa que não dá contar nos dedos. 
Nem na calculadora? 
Não, nem na calculadora, filho.”
— Gabito Nunes.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Dose de Mentira



“— Garçom, que dose de mentira você tem?
— Temos: Eu te amo, nunca vou te deixar, eu quero você comigo, sinto saudades e também temos uma que anda saindo bastante: “Pode confiar em mim”.
— Ah, manda todas que hoje eu quero me iludir.”
— Tati Bernardi 

domingo, 9 de novembro de 2014

Vida

“Minha vida mudou muito nos últimos anos. 
Eu mudei muito nos últimos anos. 
Mudei sem oferecer a menor resistência. Mudei sem me surpreender com as mudanças. 
Elas simplesmente apareceram, aconteceram, me invadiram e se instalaram. 
Então, eu finalmente me senti em casa dentro de mim mesma. 
E hoje, mais do que nunca, sinto que não devo nada para ninguém. 
A gente demora demais para se livrar de pesos e culpas. Mas um dia, finalmente, a gente acorda. 
E descobre que tem uma vida inteirinha pela frente.”
— Clarissa Corrêa. 

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Romeu e Julieta

Sabem porque Romeu e Julieta são ícones do amor, são falados e lembrados, atravessaram os séculos incólumes no tempo, se instalando no mundo de hoje como casal modelo de amor eterno? Porque morreram e não tiveram tempo de passar pelas adversidades que os relacionamentos estão sujeitos pela vida afora. Senão provavelmente Romeu estaria hoje com a Manoela e Julieta com o Ricardão. 
Romeu nunca traiu a Julieta numa balada com uma loira linda motivado pelo impulso do álcool. Julieta nunca ficou 5h seguidas esperando o Romeu… Ligando incessantemente para o celular dele que estava desligado. 
Romeu não disse para Julieta que a amava, que ela era especial e depois sumiu por semanas. Julieta não teve a oportunidade de mostrar para ele o quanto ficava insuportável na TPM. 
Romeu não saía sexta-feira a noite para jogar futebol com os amigos e só voltava as 6 h da manhã bêbado. Julieta não teve filhos, engordou nem ficou histérica com muita coisa para fazer. 
Romeu não disse para Julieta que precisava de um tempo, querendo na verdade curtir a vida e que ainda era muito novo para se envolver definitivamente com alguém. 
Julieta não tinha um ex-namorado em quem ela sempre pensava ficando por horas distante, deixando Romeu com a pulga atrás da orelha. 
Romeu nunca deixou de mandar flores para Julieta no Dia dos Namorados alegando estar sem dinheiro. 
Julieta nunca tomou um porre fenomenal e num momento de descontrole bateu na cara do Romeu no meio de um bar lotado. 
Julieta nunca teve uma crise de ciúme achando que Romeu estava dando mole para uma amiga dela. Romeu não tinha uma ex-mulher que infernizava a vida da Julieta. 
Julieta nunca disse que estava com dor de cabeça e virou para o lado e dormiu.
Romeu nunca chegou para buscar a Julieta com uma camisa xadrez horrível. 
Por essas e por outras que eles morreram se amando…
Autor Desconhecido.

domingo, 2 de novembro de 2014

Obra Prima

Não passamos de doce rascunho,
folhas brancas levadas pelo vento,
pegando forma em cada acontecimento,
evoluindo a cada inocente assunto.

Obra prima do onisciente artista.
Pintando com tinta celestial,
amor atemporal de cores autista,
despontando em tela magistral.

Ingratos e seus senhores...
A completude declama
O Gênesis balança a flama!

Entre o sopro e a lama...
Catarse em sorriso de criança.
A dúvida fura a alma como uma lança!

Rberg F. Reis

sábado, 25 de outubro de 2014

Árvore Genealógica

 - Mãe, vou casar!

          - Jura, meu filho ?! Estou tão feliz ! Quem é a moça ?

          - Não é moça. Vou casar com um moço. O nome dele é Murilo.

          - Você falou Murilo... Ou foi meu cérebro que sofreu um pequeno surto psicótico?

          - Eu falei Murilo. Por quê, mãe? Tá acontecendo alguma coisa?

         -  Nada, não.. Só minha visão que está um pouco turva. E meu  coração, que talvez dê uma parada. No mais, tá tudo ótimo.

         - Se você tiver algum problema em relação a isto, melhor  falar logo...

         - Problema ? Problema nenhum. Só pensei que algum dia ia  ter uma nora... Ou isso.

          - Você vai ter uma nora. Só que uma nora... Meio macho. Ou  um genro meio fêmea. Resumindo: uma nora quase macho, tendendo a um  genro quase fêmea...
          - E quando eu vou conhecer o meu. A minha... O Murilo ?

          - Pode chamar ele de Biscoito. É o apelido.

          - Tá ! Biscoito... Já gostei dele... Alguém com esse  apelido só pode ser uma pessoa bacana. Quando o Biscoito vem aqui ?

          - Por quê ?

          - Por nada. Só pra eu poder desacordar seu pai com antecedência.

          - Você acha que o Papai não vai aceitar ?

          - Claro que vai aceitar! Lógico que vai. Só não sei se ele  vai sobreviver... Mas isso também é uma bobagem. Ele morre sabendo que  você achou sua cara-metade... E olha que espetáculo: as duas metade  com bigode.

          - Mãe, que besteira ... Hoje em dia ... praticamente todos  os meus amigos são gays.

          - Só espero que tenha sobrado algum que não seja... pra poder apresentar pra tua irmã.

          - A Bel já tá namorando.

          - A Bel? Namorando ?! Ela não me falou nada... Quem é?

          - Uma tal de Veruska.

          - Como ?

          - Veruska...

          - Ah !, bom! Que susto! Pensei que você tivesse falado Veruska.

          - Mãe !!!...

          - Tá..., tá..., tudo bem... Se vocês são felizes. Só fico  triste porque não vou ter um neto...

         -  Por que não ? Eu e o Biscoito queremos dois filhos. Eu  vou doar os espermatozóides. E a ex-namorada do Biscoito vai doar os  óvulos.

         -  Ex-namorada? O Biscoito tem ex-namorada?

          - Quando ele era hétero... A Veruska.

          - Que Veruska ?

          - Namorada da Bel...

          - "Peraí". A ex-namorada do teu atual namorado... E a atual  namorada da tua irmã. Que é minha filha também... Que se chama Bel. É  isso? Porque eu me perdi um pouco...

          - É isso. Pois é... A Veruska doou os óvulos. E nós vamos  alugar um útero.

         -  De quem ?

          - Da Bel.

          - Mas . Logo da Bel ?! Quer dizer então... Que a Bel vai  gerar um filho teu e do Biscoito. Com o teu espermatozóide e com o  óvulo da namorada dela, que é a Veruska...

         -  Isso.

          - Essa criança, de uma certa forma, vai ser tua filha,  filha do Biscoito, filha da Veruska e filha da Bel.

          - Em termos...

          - A criança vai ter duas mães : você e o Biscoito.E dois  pais: a Veruska e a Bel.

          - Por aí...

          - Por outro lado, a Bel...,além de mãe, é tia... Ou tio....  Porque é tua irmã.

          - Exato. E ano que vem vamos ter um segundo filho. Aí o   Biscoito é que entra com o espermatozóide. Que dessa vez vai ser  gerado no ventre da Veruska... Com o óvulo da Bel. A gente só vai  trocar.

          - Só trocar, né ? Agora o óvulo vai ser da Bel. E o ventre  da Veruska.

          - Exato!

          - Agora eu entendi! Agora eu realmente entendi...

          - Entendeu o quê?

          - Entendi que é uma espécie de swing dos tempos modernos!

          - Que swing, mãe?!!....

          - É swing, sim! Uma troca de casais... Com os óvulos e os  espermatozóides, uma hora no útero de uma, outra hora no útero de  outra...

          - Mas..

          - Mas uns tomates! Isso é um bacanal de última geração! E  pior... Com incesto no meio...

          - A Bel e a Veruska só vão ajudar na concepção do nosso  filho, só isso...

          - Sei!!!... E quando elas quiserem ter filhos...

          - Nós ajudamos.

          - Quer saber? No final das contas não entendi mais nada.  Não entendi quem vai ser mãe de quem, quem vai ser pai de quem, de quem vai ser o útero, o espermatozóide... A única coisa que eu entendi  é que...

          - Que.. ?

          - Fazer árvore genealógica daqui pra frente... vai ser f...

Luis Fernando Veríssimo

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Coerência

Baixe a cabeça em certas situações , mas não baixe o nível. Isto não é covardia , nem humilhação .. é coerência.. são suas atitudes acompanhando seu raciocínio , é sua transparência encarando a fraqueza alheia, são seus valores salvando seu caráter. As pessoas se perdem quando tentam ganhar no grito , se confundem quando não se controlam , se ferem quando não conseguem ferir. Este negócio de não levar "desaforo pra casa " tem deixado muita gente com a alma sem teto e com o coração ao relento...

Cecília Sfalsin

quarta-feira, 15 de outubro de 2014


As pessoas felizes não conseguem tudo o que esperam, mas querem a maior parte do que conseguem. Mantenha um pé na realidade e lute para melhorar as coisas, e não para torná-las perfeitas. Não existe perfeição. As coisas serão o que puderem ser a partir de nossos esforços.
Diener

domingo, 12 de outubro de 2014

Nossa Sra Aparecida&Crianças

Mãezinha do céu, eu não sei rezar
Eu só sei dizer quero te amar
Azul é seu manto, branco é seu véu
Mãezinha eu quero te ver lá no céu

Mãezinha do céu, mãe do puro amor
Jesus é seu filho
Eu também sou

Mãezinha do céu, vou te consagrar
A minha inocência, guarda-a sem cessar
Azul é teu manto, branco é seu véu
Mãezinha eu quero te ver lá no céu

.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~
Dia de Nossa Senhora Aparecida...para eu que vivi em Mogi das Cruzes durante 23 anos e após 16 anos a esta mesma cidade retorno, é como se fizessem passar um filme pela minha mente, sobre a minha infância, a importância da Fé que move montanhas, da inocência e pureza que "TODOS" nós temos, porque por mais que uma pessoa falhe no seu caminhar ela sempre terá uma virtude dentro dela que irá se sobressair.
A viagem até o Santuário é de umas duas horas de viagem, mas que quase não se percebe, pelas lembranças que este trajeto me proporciona e a beleza do Vale do Paraíba.
E realmente a vida é cheia de momentos, que por mais que o tempo passe, servem como pílulas de aconchego para abraços e palavras que não tive tempo de dar...saudades imensas tuas Vó Thereza.

domingo, 5 de outubro de 2014

Ciência

Um senhor de 70 anos viajava de trem tendo ao seu lado um jovem universitário, que lia o seu livro de ciências. O senhor, por sua vez, lia um livro de capa preta. Foi quando o jovem percebeu que se tratava da Bíblia, e estava aberta no livro de Marcos. Sem muita cerimônia o jovem interrompeu a leitura do velho e perguntou:
-- O senhor ainda acredita neste livro cheio de fábulas e crendices?
-- Sim. Mas não é um livro de crendices é a Palavra de Deus. Estou errado?
-- Claro que está! Creio que o senhor deveria estudar a história geral. Veria que a Revolução Francesa, ocorrida há mais de 100 anos, mostrou a miopia da religião. Somente pessoas sem cultura ainda crêem que Deus criou o mundo em seis dias. O senhor deveria conhecer um pouco mais sobre o que os cientistas dizem sobre isso.
-- É mesmo? E o que dizem os cientistas sobre a Bíblia?
-- Bem, respondeu o universitário, vou descer na próxima estação, mas deixe o seu cartão que eu lhe enviarei o material pelo correio.
O velho então, cuidadosamente, abriu o bolso interno do paletó, e deu o cartão ao universitário. Quando o jovem leu o que estava escrito saiu cabisbaixo se sentindo pior que uma ameba. O cartão dizia:
"Louis Pasteur, Diretor do Instituto de Pesquisas Científicas da École Normale de Paris".
"Um pouco de ciência nos afasta de Deus. Muito, nos aproxima."

Louis Pasteur

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Porta Estandarte

Olha que a vida tão linda se perde em tristezas assim

Desce o teu rancho cantando essa tua esperança sem fim

Deixa que a tua certeza se faça do povo a canção

Pra que teu povo cantando teu canto ele não seja em vão


Eu vou levando a minha vida enfim

Cantando e canto sim

E não cantava se não fosse assim

Levando pra quem me ouvir

Certezas e esperanças pra trocar

Por dores e tristezas que bem sei

Um dia ainda vão findar

Um dia que vem vindo

E que eu vivo pra cantar

Na avenida girando, estandarte na mão pra anunciar.


(Geraldo Vandré)

terça-feira, 30 de setembro de 2014

The Maze Runner - Correr ou Morrer


Em um mundo pós-apocalíptico, o jovem Thomas

 (Dylan O'Brien) é abandonado em uma comunidade

 isolada formada por garotos após toda sua memória 

ter sido apagada. Logo ele se vê preso em um 

labirinto, onde será preciso unir forças com outros

jovens para que consiga escapar.


Oiee!!
Infelizmente ainda não li a trilogia, mas quando vi o trailer ao assistir A Culpa é das estrelas, na hora fiquei ansiosa por ver o filme, e há quinze dias atrás fui debaixo de uma chuva tremenda em uma outra cidade, sendo que na minha o cinema está em reforma, enfim, é demais!!!
Tem cenas fortes, mas é muito dinâmico e tenso, já estou na expectativa do ano que vem assistir a segunda parte, mas até lá descolo a trilogia para ler.
#ficaadica

É assim...

É assim...
Tecnologia do Blogger.

ou é assim...

ou é assim...

Follow by Email

About Me

Minha foto
Pedra bruta se deixando lapidar pelo cinzel da vida

Seguidores