sábado, 9 de novembro de 2013

Com que frequência?

"Em relacionamentos, laços mantêm pessoas mais unidas do que algemas." 
Marcio Kühne



Com que frequência você diz "eu te amo"? 
Um amigo meu contou uma história verdadeira em resposta a esta pergunta: A mãe dele era uma pessoa muito alegre, cheia de energia e muito positiva. Adorava a vida e dizia a todos que os amava. Amigos, filhos, empregados, todos. 
O pai ao contrário era extremante reservado e não era dado a muitas manifestações de afeto o que provocava nos filhos certa surpresa ao ver que os pais se entendiam tão bem apesar dessa diferença. 
Um dia, já adulto, conversando com a mãe que fazia um balanço da própria vida ele perguntou se ela havia sido sempre sido feliz, e ela disse que sim. Ai ele perguntou o que ela gostaria de ter na vida que não houvesse conseguido e para enorme espanto dele ela disse que seria ouvir do marido que ele a amava. 
A mãe argumentou que tinha certeza do amor do marido, que era extremamente feliz com ele, mas que ela nunca havia ouvido dele essas palavrinhas mágicas e que por mais absurdo que pudesse parecer era tudo o que ela mais queria na vida! Mesmo que parecesse algo imaturo, algo infantil era o que ela mais queria. 
Alguns meses depois era aniversário de casamento dos pais... 25 anos de casados que seriam comemorados com uma grande festa. 
Uns dias antes da festa ele saiu com o pai pra comprar um presente pra mãe e o pai, no carro, disse que gostaria de dar a ela algo que significasse muito porque ela havia realmente sido uma esposa formidável... ele contou ao pai o que a mãe mais queria na vida. 
Segundo ele o pai ficou perplexo e não disse nada. 
No dia da festa, lá pelas tantas, o pai pediu silencio a todos os presentes e fez um discurso curto, porém emocionado, ao fim olhou nos olhos da mulher e disse que queria naquele momento que ela soubesse o quanto ele a amava e que o perdoasse por nunca haver dito. 
A mãe dele até hoje diz que podia ter morrido naquela hora porque "havia conseguido o que mais queria."
E você? 
Com que frequência diz "eu te amo"?

4 comentários:

✿ chica disse...

Eu não gosto de frases feitas. Por isso. não gosto do EU TE AMO> Nós aqui temos as nossas frases que brotam do coração e são ditas várias vezes ao dia,dependendo do dia e momento.

Desde o início do namoro ( há ....trocentos anos, é assim...Sempre detestei, pois já naquela época percebia a banalidade da frase dita apenas da boca pra fora,rs)

Temos as nossas, elas mudam e saem direto do coração! beijos,chica

Historinhas da Suzaninha disse...

Olá Teresa, tudo bom? Vim agradecer sua visita!

Gostei do seu blog...

Você escreve muito bem, viu? Parabéns!

Eu aprendi a dizer que amo e o quanto as pessoas significam para mim. É bom demais fazer isso!

Ouvir também é ótimo!

O importante é que seja feito com o coração!!

:)

Milton Kennedy disse...

Bom dia Teresa Cristina, interessante reflexão.
Ah, fui lá conferir o "Bora... vê se Presta?" tem umas receitas bacanas.
Abraços e paz.

cristiane de paula goiatá goiatá disse...

Oi querida...
Já tinha perdido as esperanças de você aparecer!! Mas...num certo momento, eis que estava lá comentando e seguindo!! Obrigada!!
Muito gentil!
Adorei esse texto, essa história...as vezes precisamos ouvir sim, eu escuto mas os gestos dizem muito também...bom seria se sempre viessem juntos!
Amar a gente nota nas pequenas coisas, nas mais simples e muitas vezes dizer o tempo todo banaliza o sentimento, coisa que não queremos...mas com certeza o valor dessa frase é muito grande!
Mil beijos
Boa treça
Cris
http://criscriacoisas.blogspot.com.br

Postar um comentário

É assim...

É assim...
Tecnologia do Blogger.

ou é assim...

ou é assim...

Follow by Email

About Me

Minha foto
Pedra bruta se deixando lapidar pelo cinzel da vida

Seguidores