domingo, 17 de novembro de 2013

Banda Sinfonica da Cidade do Recife

A BSCR sob a regência do maestro Nenéu Liberalquino, executa um repertório bastante eclético e requintado, que vai desde a MPB até a música erudita, passando pelo jazz e pelas trilhas sonoras,...
Biografia
Fundada em 7 de Outubro de 1958 pelo então Prefeito Pelópidas da Silveira, a Banda Sinfônica da Cidade do Recife (BSCR) possuía um efetivo de 34 Músicos. Hoje é composta por 85 Músicos, entre quadro técnico-administrativo e Produção. Originalmente criada para suprir a necessidade de acompanhamento das manifestações cívicas e culturais, a Banda realizou a sua estréia no dia 24 de dezembro de 1958, em um concerto no Sítio da Trindade. Durante seus 48 anos de existência, teve como regentes os maestros Geraldo Menucci (primeiro regente), Lourival Oliveira, Antônio Albuqueque, Luiz Caetano, José Genuíno, Júlio Rocha, Ademir Araújo, Edson Rodrigues, Ricardo Normando e Maestro Duda. Atualmente tem como regente titular e diretor artístico o maestro Nenéu Liberalquino, e seu assistente, o maestro Adelmo Apolônio.
A BSCR executa um repertório bastante eclético e requintado, que vai desde a MPB até a música erudita, passando pelo jazz e pelas trilhas sonoras, sem esquecer peças idiomáticas como "Dobrados” (Marchas). Desde 1978, a Banda está sediada no Teatro do Parque, onda realiza seus ensaios, estudos, Concertos Didáticos e Oficiais. Sempre presente nos grandes acontecimentos musicais, destacou-se nos seguintes eventos: em 1964 foi vice-campeã no Concurso de Bandas de Música, comemorativo ao 139º aniversário do Diário de Pernambuco; em 1977, foi campeã do I Torneio Pernambucano de Bandas de Música, patrocinado pela Secretaria de Educação e Cultura do Estado. Em 1978, foi consagrada nacionalmente, conquistando o segundo lugar do II Campeonato Nacional de Bandas de Música, promovido pela FUNARTE.Em 2008, com o apoio da Prefeitura do Recife, a BSCR gravou seu primeiro CD ao vivo no TEATRO DO PARQUE, em comemoração ao seu cinqüentenário, sob a direção musical e a regência do maestro NENÉU LIBERALQUINO e a participação especial de grandes solistas, tais como: PROVETA ,TONINHO FERRAGUTTI , ARIMATÉA VERÍSSIMO, COSTA FILHO, MARCO CÉSAR, EDSON RODRIGUES , FABINHO COSTA (solista da BSCR),TECA CALAZANS , GONZAGA LEAL e ÂNGELA LUZ .Ademais, a BSCR tem realizado concertos com a participação de grandes instrumentistas e diversos artistas pernambucanos. Por isso tudo, a Banda Sinfônica da Cidade do Recife não somente é um patrimônio do Recife, mas de todo povo pernambucano.


A BSCR sob a regência do maestro Nenéu Liberalquino, executa um repertório bastante eclético e requintado, que vai desde a MPB até a música erudita, passando pelo jazz e pelas trilhas sonoras,... Biografia Fundada em 7 de Outubro de 1958 pelo então Prefeito Pelópidas da Silveira, a Banda Sinfônica da Cidade do Recife (BSCR) possuía um efetivo de 34 Músicos. Hoje é composta por 85 Músicos, entre quadro técnico-administrativo e Produção. Originalmente criada para suprir a necessidade de acompanhamento das manifestações cívicas e culturais, a Banda realizou a sua estréia no dia 24 de dezembro de 1958, em um concerto no Sítio da Trindade. Durante seus 48 anos de existência, teve como regentes os maestros Geraldo Menucci (primeiro regente), Lourival Oliveira, Antônio Albuqueque, Luiz Caetano, José Genuíno, Júlio Rocha, Ademir Araújo, Edson Rodrigues, Ricardo Normando e Maestro Duda. Atualmente tem como regente titular e diretor artístico o maestro Nenéu Liberalquino, e seu assistente, o maestro Adelmo Apolônio. A BSCR executa um repertório bastante eclético e requintado, que vai desde a MPB até a música erudita, passando pelo jazz e pelas trilhas sonoras, sem esquecer peças idiomáticas como "Dobrados” (Marchas). Desde 1978, a Banda está sediada no Teatro do Parque, onda realiza seus ensaios, estudos, Concertos Didáticos e Oficiais. Sempre presente nos grandes acontecimentos musicais, destacou-se nos seguintes eventos: em 1964 foi vice-campeã no Concurso de Bandas de Música, comemorativo ao 139º aniversário do Diário de Pernambuco; em 1977, foi campeã do I Torneio Pernambucano de Bandas de Música, patrocinado pela Secretaria de Educação e Cultura do Estado. Em 1978, foi consagrada nacionalmente, conquistando o segundo lugar do II Campeonato Nacional de Bandas de Música, promovido pela FUNARTE. Em 2008, com o apoio da Prefeitura do Recife, a BSCR gravou seu primeiro CD ao vivo no TEATRO DO PARQUE, em comemoração ao seu cinqüentenário, sob a direção musical e a regência do maestro NENÉU LIBERALQUINO e a participação especial de grandes solistas, tais como: PROVETA ,TONINHO FERRAGUTTI , ARIMATÉA VERÍSSIMO, COSTA FILHO, MARCO CÉSAR, EDSON RODRIGUES , FABINHO COSTA (solista da BSCR),TECA CALAZANS , GONZAGA LEAL e ÂNGELA LUZ . Ademais, a BSCR tem realizado concertos com a participação de grandes instrumentistas e diversos artistas pernambucanos. Por isso tudo, a Banda Sinfônica da Cidade do Recife não somente é um patrimônio do Recife, mas de todo povo pernambucano.
.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~

Gente!!!!
Foi um presente e tanto na véspera de feriado e lá estava eu sentada em uma  teatro lindo, sim apesar de ir para dezesseis anos que resido em Pernambuco, foi a primeira vez que entrei no Teatro Santa Isabel, fiquei com aquela sensação de túnel do tempo.
A apresentação foi maravilhosa, fiquei feliz demais, pois reviver as trilhas de filmes que assisti, e o maestro ainda nos presenteou no finalzinho com Missão Impossível, nem preciso dizer que amei!!
Dia dezoito de dezembro eles irão se apresentar novamente, provavelmente pela data em si acredito que seja tema natalino, ele somente divulga o estilo quase na véspera pra fazer surpresa.
Apreciem o vídeo sem moderação, MARA!!

sábado, 16 de novembro de 2013

Em Chamas

Enfim, depois de tanto esperar o grande dia chegou!!
O segundo livro da trilogia em cartaz, estreou primeiro no Brasil....glória!!!
Sessão lotada, a galera ultra eufórica e eu lá calada e tensa, enfim é meu jeito de ser.
Adorei do começo ao fim, Haymitch com aquela mania irritante que só ele soube tão bem dar ao personagem chamando Katniss de docinho e queridinha, e claro tomando seus porres até nas horas mais improváveis
Sabor que ficou do filme...é de quero mais!!!
Que venha Esperança em 2014, tudo bem um ano de espera,aiai....bora ver????

sábado, 9 de novembro de 2013

Com que frequência?

"Em relacionamentos, laços mantêm pessoas mais unidas do que algemas." 
Marcio Kühne



Com que frequência você diz "eu te amo"? 
Um amigo meu contou uma história verdadeira em resposta a esta pergunta: A mãe dele era uma pessoa muito alegre, cheia de energia e muito positiva. Adorava a vida e dizia a todos que os amava. Amigos, filhos, empregados, todos. 
O pai ao contrário era extremante reservado e não era dado a muitas manifestações de afeto o que provocava nos filhos certa surpresa ao ver que os pais se entendiam tão bem apesar dessa diferença. 
Um dia, já adulto, conversando com a mãe que fazia um balanço da própria vida ele perguntou se ela havia sido sempre sido feliz, e ela disse que sim. Ai ele perguntou o que ela gostaria de ter na vida que não houvesse conseguido e para enorme espanto dele ela disse que seria ouvir do marido que ele a amava. 
A mãe argumentou que tinha certeza do amor do marido, que era extremamente feliz com ele, mas que ela nunca havia ouvido dele essas palavrinhas mágicas e que por mais absurdo que pudesse parecer era tudo o que ela mais queria na vida! Mesmo que parecesse algo imaturo, algo infantil era o que ela mais queria. 
Alguns meses depois era aniversário de casamento dos pais... 25 anos de casados que seriam comemorados com uma grande festa. 
Uns dias antes da festa ele saiu com o pai pra comprar um presente pra mãe e o pai, no carro, disse que gostaria de dar a ela algo que significasse muito porque ela havia realmente sido uma esposa formidável... ele contou ao pai o que a mãe mais queria na vida. 
Segundo ele o pai ficou perplexo e não disse nada. 
No dia da festa, lá pelas tantas, o pai pediu silencio a todos os presentes e fez um discurso curto, porém emocionado, ao fim olhou nos olhos da mulher e disse que queria naquele momento que ela soubesse o quanto ele a amava e que o perdoasse por nunca haver dito. 
A mãe dele até hoje diz que podia ter morrido naquela hora porque "havia conseguido o que mais queria."
E você? 
Com que frequência diz "eu te amo"?

É assim...

É assim...
Tecnologia do Blogger.

ou é assim...

ou é assim...

Follow by Email

About Me

Minha foto
Pedra bruta se deixando lapidar pelo cinzel da vida

Seguidores