domingo, 25 de novembro de 2012

Há Tanta Vida Lá Fora!!


Nada do que foi será
De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará

A vida vem em ondas
Como um mar
Num indo e vindo infinito

Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo

Não adianta fugir
Nem mentir
Pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar

Nada do que foi será
De novo do jeito
Que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará

A vida vem em ondas
Como um mar
Num indo e vindo infinito

Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo

Não adianta fugir
Nem mentir pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre

Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Lulu Santos
.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~
Hoje pela manhã, após uma palestra maravilhosa sobre o Homem de Bem, a palestra se encerra com esta canção, em uma bela associação sobre o ser em evolução que ainda somos e estamos....e como diz a canção: Não adianta fugir, nem fingir pra si mesmo agora, há tanta vida lá fora...
Nos permitamos sim, exteriorizar este Homem de Bem que ainda está lá escondido e fugindo de si mesmo dentro de cada um de nós...sem se envergonhar jamais de nos defrontarmos com aquele que reflete no espelho todas as manhãs...
E hoje a tarde ouvindo Haroldo Dutra para enriquecer mais um início de semana, aproveitem sem moderação!!!
NAMASTÊ!!!



sábado, 24 de novembro de 2012


Criticar os outros é algo muito perigoso, nem tanto pelos erros que você pode cometer ao criticar, mas pelo fato de você poder estar revelando algumas verdades a seu respeito.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Dia Nacional da Consciência Negra


POEMA POLÍTICO
CONSTRUÇÃO
E foi assim que o operário
Do edifício em construção
Que sempre dizia sim
Começou a dizer não,
E aprendeu a notar coisas
A que não dava atenção:
Notou que sua marmita
Era o prato do burocrata-ladrão...
Que o casebre onde morava
Era a mansão do burocrata-ladrão
Que a dureza do seu dia
Era a noite do burocrata-ladrão
Que sua imensa fadiga
Era amiga do burocrata-ladrão
E o operário disse : Não ! 
E o operário fez-se forte 
Na sua resolução.
(Adaptação de um poema de Vinícius de Moraes , de onde foi substituida a palavra "patrão" )

sábado, 17 de novembro de 2012

Valente

 Merida é uma habilidosa e impetuosa arqueira, filha do rei Fergus e da rainha Elinor . Determinada a trilhar seu próprio caminho, ela desafia um antigo costume considerado sagrado pelos ruidosos senhores da terra: o imponente lorde MacGuffin , o carrancudo lorde Macintosh e o perverso lorde Dingwall. Involuntariamente, os atos de Merida desencadeiam o caos e a fúria no reino e, quando ela se volta para uma velha feiticeira , em busca de ajuda, Merida tem um desejo mal-aventurado concedido. Os perigos resultantes a forçam a descobrir o significado da verdadeira valentia para poder desfazer o brutal curso dos acontecimentos antes que seja tarde demais.
.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~
Linda demais esta animação, gostei de Merida, ela é atrevidamente corajosa.
O filme garante bons momentos de risadas com os trigêmeos e suas trapalhadas
"Há aqueles que dizem que o destino, é algo além do nosso comando. Que o destino não é nosso.Nosso destino vive dentro de nós. Você só tem que ser valente o suficiente para vê-lo."

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

A passagem do tempo deve ser uma conquista e não uma pedra.
Lya Luft (escritora)


Oiee!!
Estou digamos que em uma fase de ...liberar a paz do meu coração....ôlaiá!!
Bom final de semana e boas vibrações!!!

domingo, 11 de novembro de 2012

Ser parte da solução


"Sejamos pessoas de ação. É preferível o desgaste do que a ferrugem, a inércia é altamente prejudicial." 

Marcio Kühne
"QUANDO eu era jovem," conta Edgar Bledsoe, "havia sido demitido de meu emprego de meio expediente e não podia mais contribuir para a despesa familiar. Nossa única renda era o que mamãe conseguiu ganhar fazendo roupas para os outros. Então mamãe ficou doente durante algumas semanas e incapaz de trabalhar. A companhia elétrica veio e cortou a energia quando não conseguimos pagar a conta. Depois foi a companhia de água. A despensa ficou quase vazia. Felizmente, tínhamos uma pequena horta e podíamos cozinhar os legumes numa fogueira no quintal. Um dia minha irmã mais nova veio saltitante da escola para casa dizendo: – Amanhã temos que levar para a escola alguma coisa para dar aos pobres. Mamãe começou a esbravejar dizendo: – Não conheço ninguém mais pobre do que nós! Mas a mãe dela, que estava morando conosco na época, a fez calar, franzindo as sobrancelhas e tocando-lhe o braço: – Eva – disse –, se você passar para uma criança a ideia de que ela é pobre com essa idade, ela será pobre para o resto da vida. Sobrou um pote daquela geleia caseira. Ela pode levar aquilo. Vovó achou um pedaço de papel de seda e um pedacinho de fita cor-de-rosa com os quais embrulhou nosso último pote de geleia e minha irmã foi saltitando para a escola no dia seguinte levando orgulhosamente seu presente para os pobres. E, para sempre depois disso, se havia um problema na comunidade, minha irmã naturalmente presumia que ela deveria ser parte da solução." Quando nos tornamos parte da solução, certamente não compomos parte do problema ou apenas parte da paisagem.

sábado, 10 de novembro de 2012

Direção do Sol


Tome a tua vida em tuas mãos,
e não entregue a direção dela a ninguém.
Por mais que te amem, por mais que desejem, o teu bem,
só você é capaz de sentir o que realmente sente,
e aquilo que você passa de impressão para os outros,
nem sempre corresponde ao que vai na sua alma.
Quantas vezes você já sorriu para disfarçar uma lágrima teimosa?
Quantas vezes quis gritar e sufocou o pranto?
Quantas vezes quis sair correndo de algum lugar
e ficou por educação, respeito ou medo?
Quantas vezes desejou apenas um beijo,
e ficou com a boca seca esperando o que não veio?
Quantas vezes tudo o que você desejou era apenas um abraço.
Um consolo, uma palavra amiga e só recebeu ingratidão?
Quantos passos foram necessáriospara chegar até onde você chegou?
Quantos sabem dar o valor que você realmente merece?
Criticar é fácil, mas usar o seu sapato ninguém quer,
vestir as suas dores ninguém quer,
saber dos seus problemas,
só se for por curiosidade,
por isso, não entregue a sua vida nas mãos de ninguém,
nada de acreditar que sem essa ou aquela pessoa,
você não vai viver…
Vá viver sim, o mundo continua girando,
e se você deixar, pode te trazer algo muito melhor.
Pegue a direção da sua vida e aponte rumo ao Sul,
lá onde a placa diz “caminho do sol”,
bem na curva da felicidade, que te espera
sem pressa, para viver com amor e intensidade,
a paz, a harmonia e a felicidade.

Eu acredito em voce!
Paulo Roberto Gaefke
ww.meuanjo.com.br

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

SE ACONTECER...


As estrelas brilham sem saber, 
Mas cada vez melhor... 
Pois foi só você aparecer, 
Todas desceram pra ver 
Você brilhar de cor. 
O que mais chamou-me a atenção: 
Sua expressão sutil.
Isso eu já não posso esquecer 
Porque não foi só visão, 
O coração sentiu.... 
 A tenda da noite enche de sombra 
Um sonhar vazio. 
Percorri tantas fontes até ver você 
Sair do nada pros meus horizontes. 
Que a manhã pura e sã, 
Com as mãos de jasmim, vá roçar seu rosto 
Pro amor ardente despertar por mim. 
Deus é pai, vai saber... 
Se acontecer, serei seu até o fim! 
Em tempo de chuva, que chova; 
Eu não largo da sua mão! 
Nem que caia um raio, 
Eu saio sem você na imaginação. 
 As estrelas brilham sem saber, 
Mas cada vez melhor... 
Pois foi só você aparecer, 
Todas desceram pra ver 
Você brilhar de cor. 
 O que mais chamou-me a atenção: 
Sua expressão sutil. 
Isso eu já não posso esquecer 
Porque não foi só visão, 
O coração sentiu.... 
 A tenda da noite enche de sombra 
Um sonhar vazio. 
Percorri tantas fontes até ver você 
Sair do nada pros meus horizontes. 
Que a manhã pura e sã, 
Com as mãos de jasmim, vá roçar seu rosto 
Pro amor ardente despertar por mim. 
Deus é pai, vai saber... 
Se acontecer, serei seu até o fim! 
 Em tempo de chuva, que chova; 
Eu não largo da sua mão! 
Nem que caia um raio, 
Eu saio sem você na imaginação. 
 Em tempo de chuva, que chova; 
Eu não largo da sua mão! 
Nem que caia um raio, 
Eu saio sem você na imaginação
Djavan

domingo, 4 de novembro de 2012

Ted

É Natal e o pequeno John tem apenas um pedido a fazer ao Papai Noel: que seu ursinho de pelúcia, Ted, ganhe vida. O garoto fica surpreso ao perceber que seu pedido foi atendido e logo eles se tornam grandes amigos. John e Ted crescem juntos e o urso de pelúcia se torna bastante mal humorado com a idade. Já adulto, John (Mark Wahlberg) precisa decidir entre manter a amizade de infância ou o namoro com Lori Collins (Mila Kunis).
.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.

Oiee!!
Não tinha dado a devida importância a este filme até ele ter ganho ibope graças ao deputado Protógenes Queiroz, tudo bem que "acredito eu"que ele não leu a indicação etária do filme, mas por hora quando a criatura fez o estardalhaço todo, pronto!!Atiçou a curiosidade aqui.
Caramba... muito bom o filme, humor do começo ao fim, e não vejo que o passatempo predileto do ursinho possa incentivar de fato a alguém a vir consumir drogas e assim se tornar um viciado, porque se você vier a constatar que alguém está a comer um prato de merda,  vai comer junto, vai?? Ok!!Fetiches a parte...Os jovens de hoje não acredito que sejam influenciáveis a tal ponto, se o ainda o são, não é questão de influência; e sim de caráter, e os valores que foram ou não passados  para eles, até porque, querer subestimar a inteligência alheia, me poupe!!!
Para quem estiver interessado em rir e ficar sem MIMIMI...fica a dica!!

É assim...

É assim...
Tecnologia do Blogger.

ou é assim...

ou é assim...

Follow by Email

About Me

Minha foto
Pedra bruta se deixando lapidar pelo cinzel da vida

Seguidores