domingo, 9 de novembro de 2014

Vida

“Minha vida mudou muito nos últimos anos. 
Eu mudei muito nos últimos anos. 
Mudei sem oferecer a menor resistência. Mudei sem me surpreender com as mudanças. 
Elas simplesmente apareceram, aconteceram, me invadiram e se instalaram. 
Então, eu finalmente me senti em casa dentro de mim mesma. 
E hoje, mais do que nunca, sinto que não devo nada para ninguém. 
A gente demora demais para se livrar de pesos e culpas. Mas um dia, finalmente, a gente acorda. 
E descobre que tem uma vida inteirinha pela frente.”
— Clarissa Corrêa. 

2 comentários:

✿ chica disse...

Que bom que acordamos e para o melhor, enquanto é tempo! bjs,chica

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Teresa
Pode demorar mas a mudança ocorre dentro de nós...
Bjm fraterno e ótimo fim de Domingo!!!

Postar um comentário

É assim...

É assim...
Tecnologia do Blogger.

ou é assim...

ou é assim...

Follow by Email

About Me

Minha foto
Pedra bruta se deixando lapidar pelo cinzel da vida

Seguidores