sábado, 8 de dezembro de 2012

Se eu pudesse começar de novo


"Não paramos de nos divertir por ficarmos velhos. Envelhecemos porque paramos de nos divertir." 
Marcio Kühne


Ao completar 93 anos, uma senhora chamada Nadine Stair foi abordada por uma repórter que lhe perguntou o que ela faria diferente se pudesse viver de novo. Sua resposta foi:
"Se eu pudesse começar de novo, me atreveria a cometer mais erros. Eu relaxaria. Faria mais exercícios, seria mais tola. Eu levaria menos coisas a sério e iria aproveitar mais as chances. Teria viajado mais, escalado mais montanhas e nadado em muitos outros rios. Teria tomado mais sorvetes e comido menos feijão. Eu teria, talvez, mais problemas verdadeiros, mas menos imaginários. Veja você, eu sou uma dessas pessoas que viveu sensata e sadiamente, hora após hora, dia após dia. Ah, eu tive meus momentos, mas se pudesse fazer de novo, eu teria mais deles. Na verdade, eu iria tentar não ter nada além deles – só momentos – um após o outro, em vez de viver os anos a frente. Tenho sido uma dessas pessoas que nunca sai para qualquer lugar sem um termômetro, uma bolsa de água quente, uma capa de c huva e um paraquedas. Se eu pudesse ter minha vida de volta, eu começaria a andar descalça na primavera e assim iria até o outono. Eu dançaria mais, me divertiria mais nos carrosséis, iria pegar mais margaridas."
Como sabiamente alguém já afirmou: Viver é a única coisa que não dá para deixar para depois.

4 comentários:

✿ chica disse...

Que maravilha de resposta dessa senhora...Lindo modo de pensar e viver a vida!! beijos,tudo de bom,lindo dia!chica

Ed Soares disse...

ZZZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzz...

Bom dia de terça feira, Tesinha!

Caramba... Tenho apenas 35 aninhos (quase adolescente rsrsrs) e penso que até este exato momento vivo tudo aquilo que projeto em minha vida para viver intensamente. Por alguma razão, não me permito viver sob julgo do que quer que seja ou de quem quer que seja. As vezes, minhas unicas limitações são questões financeiras. E estou sendo verdadeiro. Sim, porque, quer queiramos ou não, temos uma certa freada para irmo à certos lugares, justamente por que nossa limitação é grana. Gosto sim, de viajar.

Mas, fora isso, quantas e quantas coisas boas tenho-me permitido fazer...

Tá aí uma coisa que todo mundo deveria, permitir-se pecar. Permitir-se errar. Assim, finalmente nos tornamos humanos de verdade, entende?

Um beijo gostoso de um bom dia de terça feira pra ti, Tesinha!!!


ZZZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz....

Milton Kennedy disse...

Oi amiga virtual Teresa Cristina, estou passando para antecipar os votos de Feliz Natal e um 2013 cheio de realizações no bem!
Ah, se o mundo não acabar dia 21 pode ser que eu poste alguma coisa, rsrsrsrsrsrsrs. Abraços
Saúde e paz!

Teresa Cristina disse...

KKKKKKKKKKKK, meu nescau com data de validade até maio de 2013 garante que não....relaxa!!!

Postar um comentário

É assim...

É assim...
Tecnologia do Blogger.

ou é assim...

ou é assim...

Follow by Email

About Me

Minha foto
Pedra bruta se deixando lapidar pelo cinzel da vida

Seguidores