segunda-feira, 30 de julho de 2012

Viagem agradável em Olinda - Jessé Violinista

A flor-de-lótus é aquela que tem as raízes na lama, mas mantém suas pétalas impecavelmente brancas. Ela precisa dos nutrientes que estão na lama para florescer. Isto é desapego, estar perto do que você mais desejaria estar livre e usar isso para fazer você crescer.

Oiee!!
Sumi,mas voltei...a pressão esteve alta,devagarzinho voltando ao normal.
Hoje na volta de Recife eis que entra Jessé para meu delírio e alegria no onibus... 



terça-feira, 24 de julho de 2012

O VALOR DAS PEQUENAS COISAS

Sempre que te decidas a concretizar idéias e planos, na exaltação do bem, recorda que Jesus, o Governador da Terra, começou o apostolado da redenção humana no obscuro recanto da estrebaria.
Espírito Bezerra de Menezes / Médium Chico Xavier

          Procure fazer as pequenas coisas de maneira extraordinária. Muitas vezes esperamos que coisas grandes aconteçam em nossa vida para nos comportarmos grandiosamente. Esperamos um trabalho considerado importante para mostrarmos todos os nossos talentos. Aguardamos encontrar a pessoa ideal dos nossos sonhos para demonstrar todo o nosso amor.
          Mas, enquanto todas essas grandezas não se realizam, somos medíocres no trabalho que Deus nos deu, vivemos infelizes com as coisas que já conquistamos e não mostramos todo nosso amor pelas pessoas que se afeiçoaram a nós.
          Infelizmente, não somos pessoas extraordinárias diante dos chamados acontecimentos de menor importância. Talvez isso explique o motivo pelo qual as grandes coisas se acham distantes de nós. Quem não é grande nas pequenas coisas, sempre permanecerá pequeno diante das grandes coisas.
          Bezerra de Menezes nos convida a pensar na estrebaria onde Jesus nasceu. Foi a partir dela que o Mestre mudou a História da Humanidade. Foi a partir dela que Jesus se apresentou aos homens como o caminho, a verdade e a vida. Aceite a sua estrebaria e faça dela o trampolim de acesso às grandes coisas que Deus reservou a você.

(Do livro “Minutos com Chico Xavier”, de José Carlos de Lucca).

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Nem tudo que reluz é ouro

Nunca tropeçamos nas montanhas, mas nas pequenas pedras. 
Não nos ferimos pisando em cima de grandes rochas, mas nas pequenas e pontiagudas. 
Na maioria das vezes, grandes quedas começam em pequenos tropeços. 
Em muitas ocasiões nos irritamos com o barro onde caímos, mas esquecemos de olhar a “casca de banana” onde escorregamos. 
Só colocamos foco na queda, porém, ela é o reflexo de um desequilíbrio. 
Geralmente a pedra de tropeço em nossa vida é pequena, e aparentemente inocente ou insignificante. 
As vezes esta pedra de tropeço pode vir também “enfeitada” como uma “grande vantagem”, como uma grande atração, uma “grande oportunidade”. 
Nesta vida, nosso desafio é não cair, e para isso acontecer temos que estar sempre atento onde pisamos. 
E nunca esquecer aquele velho e sábio ditado: 
“Quando a esmola é demais, até o santo desconfia”. 
Há um provérbio na Libéria que se enquadra bem: “ não olhe onde caiu, mas onde escorregou”. 
Uma excelente semana para você! 
Luiz Antonio Silva• Diretor e palestrante da PHAROL.•

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Era do Gelo 4


Scrat desencadeia um evento cataclísmico. Sid, Manny e Diego são empurrados para alto mar e terão de lidar com perigos que jamais puderam imaginar que existiam, como um bando de piratas de quinta categoria. Sob muita adrenalina, nossos heróis terão de passar por cima deles e achar o caminho de volta para casa.

.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.

Oiee!!
Muito legal,com cenas hilárias. Vale a pena assistir!
Gosto deste filme em especial, pois de uma forma muito simples eles falam de algo muito especial: o cuidado que temos de ter de uns para com os outros, parece simples, né?
Hoje é o dia do amigo. Cuide dos seus todos os dias, ano após ano. Na era
dos relacionamentos descartáveis e superficiais, a construção e manutenção
de uma amizade requer muito cuidado e atenção.
E como sempre Sid e Scratt roubam minhas melhores gargalhadas...adoro!!

terça-feira, 17 de julho de 2012

Aprendendo a Orar com as Formigas





Outro dia, vi uma formiga que carregava uma enorme folha. A formiga era pequena e a folha devia ter, no mínimo, dez vezes o tamanho dela. 
A formiga a carregava com sacrifício.Ora a arrastava, ora a tinha sobre a cabeça. 
Quando o vento batia, a folha tombava, fazendo cair também à formiga. 
Foram muitos os tropeços, mas nem por isso a formiga desanimou de sua tarefa. 
Eu a observei e acompanhei, até que chegou próximo de um buraco, que devia ser a porta de sua casa.Foi quando pensei: “Até que enfim ela terminou seu empreendimento”. Ilusão minha. 
Na verdade, havia apenas terminado uma etapa.A folha era muito maior do que a boca do buraco, o que fez com que a formiga a deixasse do lado de fora para, então, entrar sozinha. 
Foi aí que disse a mim mesmo: “ Coitada, tanto sacrifício para nada.” 
Lembrei-me ainda do ditado popular: “ Nadou, nadou e morreu na praia.” Mas a pequena formiga me surpreendeu. Do buraco saíram outras formigas, que começaram a cortar a folha em pequenos pedaços. Elas pareciam alegres na tarefa. Em pouco tempo, a grande folha havia desaparecido, dando lugar a pequenos pedaços e eles estavam todos dentro do buraco. 
Imediatamente me peguei pensando em minhas experiências. Quantas vezes desanimaram diante do tamanho das tarefas ou dificuldades? 
Talvez, se a formiga tivesse olhado para o tamanho da folha, nem mesmo teria começado a carregá-la. Invejei a persistência, a força daquela formiguinha. 
Naturalmente, transformei minha reflexão em oração e pedi ao Senhor: 
Que me desse a tenacidade daquela formiga, para “carregar” as dificuldades do dia-a-dia. 
Que me desse a perseverança da formiga, para não desanimar diante das quedas. 
Que eu pudesse ter a inteligência, a esperteza dela, para dividir em pedaços o fardo que, às vezes, se apresenta grande demais. 
Que eu tivesse a humildade para partilhar com os outros o êxito da chegada, mesmo que o trajeto tivesse sido solitário. 
Pedi ao Senhor a graça de, como aquela formiga, não desistir da caminhada, mesmo quando os ventos contrários me fazem virar de cabeça para baixo, mesmo quando, pelo tamanho da carga, não consigo ver com nitidez o caminho a percorrer. 
A alegria dos filhotes que, provavelmente, esperavam lá dentro pelo alimento, fez aquela formiga esquecer e superar todas as adversidades da estrada. 
Após meu encontro com aquela formiga, saí mais fortalecido em minha caminhada. 
Agradeci ao Senhor por ter colocado aquela formiga em meu caminho ou por me ter feito passar pelo caminho dela. Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente. 
 Ninon Rose Hawryliszyn e Silva

segunda-feira, 16 de julho de 2012

DENTRO DE VOCÊ

 
E se eu disser que dentro de você mora um anjo que se reveste de luz para fazer novos amigos?
E se eu disser que dentro de você existe uma paz infinita que o torna tão amigo e querido? 
E se eu disser que dentro de você existe luz e que essa luz apaga a inveja, a discórdia e a guerra? 
E se eu disser que dentro de você existe um cupido que espalha amor e que flecha meu coração? 
E se eu disser que você é iluminado pelas estrelas e seus olhos parecem reflexo dessa luz? 
E se eu disser que você é divinamente concebido e tem dentro de si tudo o que precisa para viver? 
E se eu disser que dentro de você existe uma fera que sabe lutar e defender os seus? 
E se eu disser que dentro de você habita uma chama que é capaz de incendiar uma cidade? 
E se eu disser que dentro de você mora um inventor capaz de criar mil maneiras de fazer a mesma coisa? 
E se eu disser que dentro de você existe um construtor que é capaz de criar novos caminhos? 
E se eu disser que dentro de você existe um elo de corrente que o liga ao sobrenatural tão facilmente? 
E se eu disser que você é um deus, e que possui a chave da vida eterna... 
Da alegria que não acaba, dos sonhos que se realizam, da saúde que se perpetua, dos amigos que nunca o esquecem! 
Da saudade gostosa, do desejo que realiza, do prazer da vida? 
Você é a própria luz. Acredite nisso e brilhe, por amor a você e a quem o criou. 
Construa, viva, conquiste, não aceite as derrotas, os "nãos”! 
O impossível é apenas uma força te convidando para realizar. 
Acredite. 
Dentro de você existe um universo em permanente construção. 
Paulo Roberto Gaefke

domingo, 15 de julho de 2012

O humor cura

                                  Panqueca de soja - Bora...vê se presta??

O riso estimula a produçãode endorfinas, analgésicos naturais do corpo e agentes da sensação de bem-estar que ajudam a aliviar o estresse e a curar doenças. Ao ser diagnosticado como portador de uma doença que afeta a coluna cervical, Norman Cousins ouviu dos médicos que nada podia ser feito para ajudá-lo e que ele sofreria dores horríveis até morrer. Cousins resolveu então se confinar num quarto de hotel com todos os filmes de humor que pôde encontrar-os irmãos Marx, os Três Patetas,etc.
Viu e reviu todos os filmes, vezes sem conta, dando as gargalhadas mais altas e mais intensas que podia. Depois de seis meses dessa terapia do riso, os médicos ficaram atônitos com o que constataram: a doença de Cousins fora completamente curada-simplismente desaparecera! Este espantoso resultado levou à publicação do livro de Cousins, A força curadora da mente, e ao começo de uma intensa pesquisa sobre as funções das endorfinas. As endorfinas são substâncias químicas liberadas pelo cérebro quando rimos. Com uma composição química similar à da morfina e da heroína, ela produz um efeito tranqüilizante sobre o corpo,ao mesmo tempo em que reforça o sistema imunológico.Isso explica porque raramente as pessoas felizes adoecem, e as infelizes e queixosas sempre parecem estar doentes.
  Desvendando os segredos da Linguagem Corporal
  Allan & Barbara Pease
  Página 63 
 
 
.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~. 

Oiee!!
O bom humor é um antídoto para vários males, e já pensou comer algo 
feito por alguém de mal humor??....Indigestão com certeza!!
Mas como o danado do mal humor não tem direito a estadia,
fui pilotar fogão hoje e saíram umas panquecas MARAS!! 
A receita tá ali bem debaixo da foto das panquecas, bora...vê se presta?? 
 
 "O coração alegre aformoseia o rosto." Pv 15:13 

Liga o som e  curta a tradução da noite...linda!!
Beijos!!

sexta-feira, 13 de julho de 2012

A Branca de Neve e o Caçador

Um rei viúvo caiu de amores por Ravenna (Charlize Theron) sem saber de seus terríveis planos de conquista e acaba morrendo, deixando para ela todo o seu reino. Para piorar a situação, a filha dele foi jogada em uma masmorra e lá ficou até se tornar uma bela jovem. Obcecada pela beleza e pela juventude, a Rainha não se cansa de perguntar ao seu oráculo para saber de existe alguém mais bela do que ela, até o dia em que a resposta não a agradou. Felizmente, Branca de Neve (Kristen Stewart) consegue fugir sem que seu coração seja arrancado e Ravenna se torne poderosa para sempre. Mas a malvada não desiste fácil e além da ajuda do irmão, um fiel escudeiro, ela contrata Eric (Chris Hemsworth), um exímio caçador para trazer sua presa de volta. Só que ele acaba descobrindo que a missão era um grande erro e vai ajudar a jovem em sua cruzada contra o reinado da malévola. Para isso, eles contarão também com o importante apoio dos seres da floresta e dos unidos sete anões mineiros.
.~.~.~.~.~.~.~.
Oiee!!
Assisti e sinceramente não indico, é isso mesmo...não indico!!
O filme é cheio de ação, a fotografia é excelente e o caçador gostoso dá um caldo e tanto!!...mas fora isto, Rei que vive amor à primeira vista pela beleza  de uma desconhecida, de quebra a criatura tem um irmão com corte  de cabelo cuia,nosssssssss....ficou mais parecendo conto da carochinha, é uma pena pois o trailer deixou a sensação de ser bem melhor do que realmente foi.
Nem sempre uma opinião contrária agradará, mas Kristen Stewart tá ruim demais!!

quarta-feira, 11 de julho de 2012

O enterro do "não consigo"

"Não olhe para a dura parede da realidade, nem para a porta dos problemas, foque na janela das oportunidades."
Marcio Kühne

TODOS os alunos estavam trabalhando na tarefa de fazer uma lista de "não consigos". A professora foi percorrendo a sala e lendo alguns: "Não consigo fazer divisões longas com mais de três números". "Não consigo estudar números". "Não consigo estudar muito tempo". "Não consigo fazer dez flexões". Quando todos os alunos acabaram, a professora colocou todos os "não consigos" numa caixa, incluindo os seus, tampou-a e saiu com ela, seguida pelos alunos, para o pátio do colégio. Escolheu um canto afastado e ali começara a cavar. Iam enterrar seus "não consigo"! Quando a escavação terminou, a caixa de "não consigo" foi depositada no fundo e rapidamente coberta com terra. Todas as crianças de dez e onze anos permaneceram de p&e acute;, em torno da sepultura recém escavada. A professora, então, falou:
– Estamos hoje aqui reunidos para honrar a memória do "não consigo". Enquanto esteve conosco, tocou a nossa vida e de muitas outras pessoas. Seu nome infelizmente foi mencionado em todos os lugares e agora providenciamos um local para o seu descanso final. Que "não consigo" possa descansar em paz e que todos os presentes possam retomar suas vidas e ir em frente na sua ausência.
Os alunos jamais esqueceram a lição. A atividade era simbólica: uma metáfora da vida. O "não consigo" estava enterrado para sempre. Logo após, a professora encaminhou os alunos de volta à sala e promoveu uma festa. Depois, como parte do ensinamento, pegou uma cartolina e escreveu as palavras "não consigo" no topo, "descanse em paz" no centro, e a data embaixo.

Esta cartolina ficou exposta na sala de aula durante o resto do ano. Nas raras ocasiões em que um aluno esquecia e dizia "não consigo", a professora simplesmente apontava o cartaz "descanse em paz". O aluno então se lembrava que "não consigo" estava morto e reformulava a frase.

terça-feira, 10 de julho de 2012

"Uma longa viagem começa com um único passo".
 Lao-Tsé

segunda-feira, 9 de julho de 2012

DESPEDIDA DO PRESIDENTE DA COCA COLA

O menor discurso de Bryan Dyson..., ex-presidente da Coca Cola... Ele disse ao deixar o cargo de Presidente da Coca Cola:
 
"Imagine a vida como um jogo em que você esteja fazendo malabarismos com cinco bolas no ar. 
Estas são: seu Trabalho - sua Família - sua Saúde, seus Amigos e sua Vida Espiritual, e você terá de mantê-las todas no ar. 
Logo você vai perceber que o Trabalho é como uma bola de borracha. Se soltá-la ela rebate e volta. 
Mas as outras quatro bolas: Famí­lia, Saúde, Amigos e Espí­rito, são frágeis como vidros. Se você soltar qualquer uma destas, ela ficará irremediavelmente lascada, marcada, com arranhões, ou mesmo quebradas, vale dizer, nunca mais será a mesma. 
 
Deve entender isto: tem que apreciar e esforçar para conseguir cuidar do mais valioso. Trabalhe eficientemente no horário regular e deixe também o trabalho no horário. Gaste o tempo requerido com a  sua família e com seus amigos. Faça exercí­cio, coma e descanse adequadamente. E sobre tudo... Cresça na sua vida interior, no espiritual, que é o mais transcendental, porque é eterno. 
 
Shakespeare: "Sempre me sinto feliz, sabes por que? Porque não espero nada de ninguém. Esperar sempre dói. Os problemas não são eternos, sempre tem solução. O único que não se resolve é a morte. A vida é curta, por isso, ame-a! 
Viva intensamente e lembre-se: 
Antes de falar... Escute! 
Antes de escrever... Pense! 
Antes de criticar... Examine! 
Antes de ferir... Sente! 
Antes de orar... Perdoe! 
Antes de gastar... Ganhe! 
Antes de render... Tente de novo! 
ANTES DE MORRER... VIVA!

Recebi por email....dica valiosíssima para começar a semana...beijos!!!

sexta-feira, 6 de julho de 2012

As palavras mágicas

Palavras mágicas são aquelas que abrem portas. Nada complicado como abracadabra ou qualquer coisa do gênero. São aquelas simples mesmo dia-a-dia e que ficam tão corriqueiras que muitas vezes nos esquecemos.
É incostestável o poder das palavras nas nossas vidas. As que dizemos e as que calamos; as que saem do olhar, as que são ditas com lágrimas, as que fluem de um sorriso, as que são gritadas em silêncios que machucam...
... e aquelas tão simples que parecem banais demais, mas que nos tornam pessoas educadas, simpáticas, agradáveis e que nem precisam de estudos ou sermos adultos para que façam parte do nosso vocabulário.
Um "obrigado" substitui centenas de outras palavras; um "bom dia" pode ser o primeiro raio de sol na nossa janela, assim como um "boa noite" o último raio de luar da noite."Com licença" abre caminhos e "perdão" e "desculpe" derretem corações e podem trazer oportunidades que estavam perdidas para sempre. O "por favor" faz hesitar o mais endurecido dos corações e pode até fazer com que mude de idéia.
"Você é importante pra mim" eleva a auto-estima; "você vai vencer" nos dá coragem para prosseguir e, enfim, as mais poderosas de todas as palavras: "amo você!" Nessas palavras estão incluídos dicionários inteiros, até mesmo com as palavras que desconhecemos.
A gentileza é uma arte que não nos custa nada e que nos trás enormes benefícios. O mundo não nos pertence e não vivemos isolados como ilhas no meio do oceano. Fazer uso das palavrinhas mágicas no nosso dia-a-dia não só vai nos tornar pessoas mais simpáticas, vai também construir pontes entre nós e aqueles que o Senhor escolheu para fazerem parte da história da nossa vida. 
 Letícia Thompson

É assim...

É assim...
Tecnologia do Blogger.

ou é assim...

ou é assim...

Follow by Email

About Me

Minha foto
Pedra bruta se deixando lapidar pelo cinzel da vida

Seguidores